REFLEXÃO QUE TRAZ MUDANÇA

Por Pr Alex Oliveira

Leitura Inicial João 8:1-11 (história da mulher adúltera)

Antes de mais nada, apenas a título de curiosidade… Muitas vezes veremos nos evangelhos expressões como: “Jesus, porém, foi para tal lugar”.  Acho estas expressões muito interessantes, Pois me fazem entender, devido aos acontecimentos que se sucedem, que Jesus nunca ia para um lugar sem propósito! Com Jesus nada é por acaso!

Ao ler o referido texto, muito conhecido por sinal, gostaria que vocês pudessem perceber a forma de agir e o nível profundo de reflexão produzido por Jesus  naquelas pessoas. Jesus não perdia “tempo e nem oportunidade” de produzir uma profunda reflexão nas pessoas. Jesus sabia, e eu acredito, que uma boa e profunda reflexão tem o potencial de possibilitar mudanças e, quiçá, transformar vidas!

E aqui abro um “parênteses”: Já que Jesus não é um super-herói para ser admirado; mas, um exemplo a ser COPIADO ou IMITADO; não deveríamos nós, imitando-o, estar fazendo o mesmo pelos outros? Sim! Inclusive, esse é um dos conselhos de Paulo a Timóteo.

Mas, por que deveríamos nos preocupar em produzir nos outros uma reflexão profunda? Pelos mesmos motivos citados acima!

Voltando ao texto, temos então uma SITUAÇÃO muito complicada: Uma mulher pega em Flagrante adultério; homens raivosos prontos para EXIGIR o cumprimento da Lei, sem perdão ou misericórdia. O que você faria/fará? Como reagiria/reagirá?

Apesar da situação difícil, do pecado incontestável daquela mulher, das más intenções daqueles homens, Jesus consegue cumprir dois grandes objetivos de uma só vez:

Àqueles homens Jesus disse: “Aquele que não tem pecado que seja o primeiro…”. Através dessa profunda Reflexão, o Senhor conseguiu quebrar a resistência, a dureza de coração e a hipocrisia. A consciência deles os obrigou a admitir: “como posso julgar e condenar alguém sendo eu também um transgressor e igualmente passivo de julgamento e condenação?”. Esses homens, ao menos uma vez, foram vencidos pela reflexão e por sua consciência. Talvez, em decorrência disto, tenha havido alguma transformação em seus corações e vida.

À mulher, Jesus diz no versículo 11: “… Vai-te, e não peques mais”. Jesus estava mais preocupado com que aquela mulher “não pecasse mais, do que ela recebesse a sentença de morte sem a oportunidade de receber misericórdia e transformação de vida”. Isto porque, para Jesus, a oportunidade de Salvação, Restauração, Transformação é maior que a Condenação. Isso não quer dizer que Jesus estava sendo conivente com a atitude ou dando àquela mulher licença para continuar na mesma vida e na prática da maldade e do pecado; ao contrário, como disse: “vai-te, e não peques mais”, estava ele dando uma segunda chance, uma oportunidade para transformação. Ademais, a frase de Jesus, implicitamente, é uma advertência sobre os riscos e as consequências de viver uma vida de pecado!

Em relação aquilo que Jesus espera de nós, cabe dizer, que essa Reflexão Profunda não fluirá através de nós se não fluir primeiro em nós; devemos ser alvo dela em primeiro lugar. Porém, essa experiência nós só podemos ter e, por conseguinte, proporcionar aos outros quando nós damos a devida atenção a Palavra de Deus, ao Espírito Santo.

Não existe Reflexão nesse nível sem entendimento da Palavra, sem o entendimento da Graça, Amor e Misericórdia de Deus.

Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Participe deixando um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s