A IGREJA QUE QUEREMOS SER

Olá meus amigos e amigas, gostaria de compartilhar com vocês o tema e mensagem ministrado no culto de 4 anos da CCFF. Acredito que essa mensagem servirá para a Igreja e para ti, tanto no âmbito individual, como no coletivo. Boa reflexão!

Mensagem domingo 22/04/2018

Certo pastor, amigo meu, me disse uma vez: “Determinados temas e pregações precisam ser abordados todos os anos”. Bem, tomando o conselho dele nesse dia, vale lembrar também o que Paulo disse na Carta aos Filipenses 3:1 “… não me canso de lhes escrever as mesmas coisas, e é uma segurança para vocês….

O que falaremos hoje não é novidade, mas, é um lembrete Importante e Necessário!

Prestes a completar 4 anos de história, sendo 2 aqui no Bairro Olímpico. O que proponho nessa noite é que Examinemos e Reflitamos brevemente em nossa história (Pense em sua história). Por que?

Porque aprender com o nosso passado e trajetória é o que irá fazer com que avancemos assertivamente em direção ao alvo. Veja, eu disse: “Aprender”! Não apenas “conhecer”, mas ter uma disposição/atitude de extrair reflexão e lição do passado, a fim de não cometer os mesmos erros, e poder efetuar ajustes necessários na caminhada (Já ouviu falar da famosa frase do Filósofo Edmund Burke? – Pesquise!). Pense:

  • O que mudou em sua vida, na Igreja do Senhor – nos últimos 4 anos?
  • Somos os mesmos? Fazemos as mesmas coisas?

Certamente, se não ouve mudanças, é porque algo não está ou não saiu tão bem!

O grande treinador americano Lou Holtz, disse de sua equipe: “Não estamos onde queremos estar; tampouco onde deveríamos estar; mas graças a Deus não estamos onde costumávamos estar”. Houve progresso; talvez, não o desejado, mas houve! Será que nós podemos dizer o mesmo que ele, de nós e nossa igreja?

Existe a necessidade de abordar e refletir sobre o mesmo assunto porque, como John Maxwell diz: “Nem todos os que começam conosco, terminam”. Logo, muitas vezes, quem vai terminar junto contigo, é talvez quem menos você espera e quem chegou depois. E quem chegou depois precisa ser agregado, consolidado, ensinado a respeito da visão, objetivos, planos, propósitos de nossa Comunidade. E Exatamente por isso, pergunto:

Que tipo de IGREJA/PESSOA temos sido (passado)? Que tipo de IGREJA/PESSOA somos (presente)? Que tipo de IGREJA/PESSOA queremos ser (futuro)?

Quando definimos ou sabemos o tipo de Igreja ou pessoa que queremos “ser”, isso se torna o parâmetro para eu examinar e jugar a mim mesmo (Veja 2 Coríntios 13:5). Então posso pergunta: Será que estou no caminho?

Entendam que: “A pessoa/igreja que queremos “ser” é a pessoa/Igreja que, antes de tudo, “devemos” ser pela Palavra e vontade de Deus”. Além de tudo, o que queremos e devemos ser é Responsabilidade nossa. Não podemos atribuir aos outros ou as circunstâncias o que queremos e devemos ser! Temos que assumir a responsabilidade e trabalhar para ser!

A bíblia diz:

  • Que a obra do Senhor é como uma Construção (1 Pe 2:4-6)
  • Que a Igreja é como um Edifício que precisa ser edificado (Ef 2:19-22)
  • Que nós somos os Construtores e Cooperadores (1 Co 3:9,10)
  • Nossa própria vida é o tijolo (1 Pe 2:5)
  • Cristo é o fundamento e a pedra mais importante da Construção (1 Co 3:11 | Ef 2:20 | (1 Pe 2:6)

Como crescer???

Relembrando, Executando e Trabalhando de acordo com os nossos objetivos, valores e missão. Veja abaixo os de nossa COMUNIDADE:

  • Viver a vida cristã genuinamente
  • Ser uma Igreja Relevante na sociedade
  • Ser Comunidade não só no nome ou aparência, mas de fato e verdade.
  • Trabalhar duro e juntos
  • Não podemos nada sozinhos
  • Todos somos importantes
  • Todos devemos ser Íntegros e ter Integridade
  • Precisamos de mais transparência e intenção nos relacionamentos
  • Necessitamos de mais confiança
  • Devemos todos cuidar de todos
  • Precisamos amar primeiro para então ser amado
  • Precisamos compreender primeiro para então ser compreendido
  • Precisamos tomar a iniciativa de servir primeiro para então ser servido.

Além disso, vejamos a Declaração de propósito de nossa COMUNIDADE:

Construir uma família unida, que agregue e gere filhos que sejam ensinados: a alinhar o seu caráter ao caráter de Cristo; a amar e honrar a Deus em primeiro lugar e de todo o coração; a se dispor a serviço do Rei Jesus e ao próximo; a enraizarem sua vida e confiança na Palavra de Deus; a fim de que possam cumprir a sua Missão e os propósitos do Pai, nesse mundo.

Acredito que assim construiremos, cresceremos e seremos a Igreja e as pessoas que “queremos e devemos ser”.

 

Graça e Paz!

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Participe deixando um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s