DESPERTAMENTO DO ESPÍRITO SANTO

Hoje vamos dar continuidade a Série de mensagem de Início de Ano e ao estudo e entendimento sobre o Livro de Joel 1 e 2.

Na mensagem anterior nós falamos sobre o quarto ponto de que o Livro de Joel 1 e 2 trata: “Restauração“. Falamos que restauração é a conseqüência das atitudes e do posicionamento que Deus requer do seu Povo. Falamos também que estando de acordo com o Plano de Deus, nossa vida, presença e oração Intercessória, “são fatores que fazem a diferença na terra“. Por fim, refletimos amplamente sobre nossa Responsabilidade e Dever!

Hoje, quero meditar no quinto e último ponto da abordagem de Joel (Leiamos 2:28-32): “Avivamento do Espírito Santo“. É o Espírito Santo quem nos Desperta para nossas Responsabilidades, nos Capacita e torna Frutífero nosso trabalho no Senhor!!

PREPARAÇÃO – SEMENTES DE AVIVAMENTO

Permita-me primeiramente relembrar que os 5 pontos são uma preparação progressiva em direção aos Resultados e Frutos que Deus espera operar em nós e através de nós. Ou seja, não dá para se viver o quinto ponto ou etapa sem ter passado necessariamente pelas anteriores!

Esses 5 pontos são como o Processo de Cultivo do início ao fim (Salmo 126:5,6).

1º Aramos e preparamos a terra;

2º Plantamos a semente;

3º Regamos e Cuidamos;

4º Cristo nos dá as condições (chuva e sol)

5º Deus dá o crescimento e O Espírito Santo produz em nós e através de nós os Frutos.

PROMESSA DA DESCIDA E AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

1) Joel diz que em decorrência do derramamento do Espírito haveriam: “profecias, sonhos, visões, sinais e prodígios nos céus e na terra” (vs 28-30).

2) Jesus (homem) foi batizado e recebeu o poder, a unção e direção do Espírito Santo (João 1:32, 33). No mesmo evangelho de João, Jesus nos mostra a importância e algumas funções do Espírito Santo: “Consolar/Confortar e Testemunhar (João 15:26); Convencer, Guiar, Ensinar (João 16:7-15).

3) No evangelho de João 20:22, Jesus sopra como um Fôlego de vida o Espírito Santo para seus discípulos, em cujo interior, passa a habitar.

4) Jesus disse em Atos 1:8 a respeito da promessa de Deus e da vinda do Espírito Santo: “Mas, recebereis poder/virtude [capacidade] do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda Judéia e Samaria, e até aos confins da terra“.

5) Pedro explica em Atos 2:14-21 que o que havia ocorrido naquele momento era cumprimento da Profecia de Joel. E na capacidade do Espírito Santo, o apóstolo, testemunha de tudo o que ouviu, viu e viveu a respeito de Cristo. Resultado: Três mil almas foram resgatadas.

6) O mesmo Pedro diz que a Profecia e a Promessa da Presença e dos dons do Espírito Santo diz respeito “… a vós, vossos filhos, e os que estão longe, a todos quantos Deus nosso Senhor chamar“.

O QUE É O DESPERTAMENTO E AVIVAMENTO

De acordo com C. H. Spurgeon (Pregador século 19), em um artigo sobre o tema, diz do avivamento: “[significa] viver de novo; receber novamente uma vida que quase expirou; reacender a chama da centelha vital que quase foi extinta“.

1) De acordo com ele: Não se pode falar de “reviver” alguém que está totalmente morto ou que nunca viveu antes. Portanto, o termo e a realidade do “Avivamento” só podem ser aplicados a uma alma vivente, ou seja, aqueles que têm algum grau de vida. Em outras palavras essa benção é para aqueles que já possuem vida espiritual.

2) Spurgeon, de forma lúcida e assertiva,  chamava a atenção também para a outra face que a necessidade do Avivamento mostrava: Os crentes e as Igrejas em geral “estão apenas quase mortos; fracos, insensíveis e vazios dos poderes espirituais e da Graça“. Por isso precisam de Avivamento.  “Avivamento é a reativação da vitalidade… que fora perdida“!

3) Corretamente, o grande pregador, a despeito da grande procura e sede pelo tema na Igreja da sua época (igual a nossa), via o avivamento com ressalvas e pejorativamente, por assim dizer. Para ele naturalmente a Igreja não deveria precisar de um Despertamento/Avivamento. Em suas palavras, “o avivamento apenas nos leva a condição em que a Igreja e os crentes sempre deveriam ter estado”! (Vivos e Atuantes no Poder do Espírito)

4) Por fim, para Spurgeon, embora o Avivamento se dê apenas dentro da Igreja (corpo de Cristo) e para os crentes, certamente seus efeitos reverberarão e se verão além das fronteiras da Igreja, chegando a impactar positivamente os Não Crentes e a Sociedade ao redor.

Independentemente, já Vivos ou Reavivados, é pela Ação e Unção do Espírito Santo que nossa vida e ministério se torna Relevante e Frutífero para Deus. O fruto final e o fim último de tudo isso é a Transformação e Salvação de nós mesmos e de outras pessoas!

FRUTOS E RESULTADOS DE UM AVIVAMENTO

Lucas relata em Atos (dos Apóstolos ou do Espírito Santo?) e Paulo em todas as suas Epístolas, as coisas que aconteceram no meio da IGREJA Primitiva:

* Comunhão e Unidade

* Preenchimento da atmosfera e clima

* Curas

* Vida, Alegria e Paz

* Direção e Exortação

* Temor em todos

* Evangelização Eficiente

* Discursos, Testemunhos, Pregações na UNÇÃO do Espírito

* Convicção de pecado produzida nos corações, pelo Espírito Santo

* Restauração, Transformação, Conversão de muitas almas

* Maravilhas, Milagres e Sinais

* Libertação e Livramentos

* Restauração do fervor espiritual

* Restauração do hábito da oração e meditação da palavra

* Volta ao primeiro amor

* Aumento da Fome e Sede da presença de Deus

* Maior intimidade com Deus

* Afastamento do pecado

* Sensibilidade espiritual

* Aumento do serviço aos necessitados

* Fruto do Espírito

* Manifestação dos dons espirituais

* Maior fé, obediência a palavra e a Deus

O que é preciso?

Os três primeiros pontos que falamos em Joel 1 e 2. (Reconhecimento, Arrependimento, Quebrantamento, Humildade e Retorno).

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Participe deixando um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s