Fé + Confiança x Obediência = Vida de Intimidade e Milagres!

Por Pr. Alex Oliveira

Estas palavras, seu significado e poder, são bem conhecidos e recorrentes nas Escrituras. Fé e Obediência são armas e características que Deus entregou e proporcionou aos cristãos para uma vida de crescimento e vitória. Vamos meditar mais um pouco sobre elas, começando com uma bela citação de um dos maiores pregadores do Século 19:

“Fé e Obediência fazem parte do mesmo pacote. Aquele que obedece a Deus confia nele; aquele que confia em Deus obedece-lhe” (C.H. Spurgeon).

Visto que suas palavras permanecem entre nós, Spurgeon tem razão! Entretanto, precisamos entender que há momentos e circunstâncias, que se levantam e nos intimidam a tal ponto, que anulam o poder e efeito da nossa Fé.

Sim, a Fé pode falhar!! Não em si e por si mesma; mas, sim quando nós, humanos falhos, racionalizamos demais a nossa crença em Deus e em sua palavra. Isto acontece quando a nossa Fé não é madura ou quando perdemos a base que a sustenta – A Confiança em Deus!

A bíblia fala de expressões, como: “pouca fé; pequena fé; fé vacilante”, etc. Isto nos dá a entender (como de fato é verdadeiro) que existem Tipos, Qualidade e Quantidade de Fé.

MAS COMO MENSURAR OU MEDIR A FÉ DE ALGUÉM?

Simples, observando a sua confiança!

Isto mesmo observando! Pois a nossa Fé e Confiança são (e devem mesmo ser) traduzidas em Atitudes Corretas e Coerentes, do ponto de vista Bíblico! Não é simplesmente falar que possui Fé ou Confiança; pois nossas Atitudes “falam mais alto” do que nossas palavras! Em todo o tempo nossas atitudes nos denunciarão e qualquer desconexão entre atitudes e palavras serão notadas pelos outros! Mas…

PRECISAMOS ENTENDER…

1) Que sempre surgirão momentos, cujas circunstancias desafiarão a firmeza de nossa Fé.

> Foi o que aconteceu com Pedro que, a princípio em uma atitude de Fé, andou por sobre as águas; porém, logo ao  considerar (racionalizar) as circunstâncias ao redor de si e desfocar-se do seu “alvo”, começou a afundar (Mt 14:29,30). Pedro mostrava, neste momento que sua Fé e Confiança ainda vacilavam… e precisava ser aperfeiçoada.

> Foi o que aconteceu também com aquele pai, cujo filho estava endemoninhado. Diante da adversidade que assolava o seu querido filho; aquele homem reconheceu ser incapaz, pela sua pequena e vacilante Fé, e pediu ajuda a Jesus em sua fraqueza (Mc 9:17-24).

2) Precisamos entender que nestes momentos necessitamos de algo que nos leve além da fraqueza e do fracasso de nossa Fé. Em contrapartida destes momentos, encontra-se a Palavra de Deus que nos incentiva e nos desafia a desafiar os gigantes a nossa frente. De fato, estes momentos são importantes para o constante desenvolvimento que nossa Fé necessita!

CONFIAR OBEDECENDO

A OBEDIÊNCIA a Palavra de Deus deve sempre estar à frente ou no mínimo ao lado de nossa Fé; pois se a nossa Fé e a Confiança falharem, a Obediência nos levará adiante!

> Percebemos, em nossa própria experiência de vida que temos Fé para algumas coisas, ao passo que para outras não. E que em algumas situações nossa Fé é forte, já em outras, parece-nos que ela nos falta.

> É nestas horas que a  Obediência a Palavra e a Direção de Deus, podem e devem nos levar onde muitas vezes a Fé irá falhar ou já falhou!

> Ambas, Fé e Obediência, estão e são estritamente ligadas e necessárias. Elas agem com um denominador comum, igualmente interligado e necessário – a Confiança em Deus e em sua Palavra.

DOIS EXEMPLOS DE OBEDIENCIA…

O mesmo Pedro que, em seu processo de aperfeiçoamento, falhou ao inicio com uma Fé imatura e vacilante, aprendeu posteriormente que quando nos faltam os recursos, a esperança, confiança e a Fé, é a OBEDIÊNCIA que nos faz caminhar junto à vontade de Deus e, conseqüentemente, ir em direção ao Melhor do Senhor para nossas vidas. (Lc 5:5 / Veja também MC 7:29 e LC 7:7).

Precisamos muito aprender com a frase de Pedro: “Mas, sobre a sua Palavra, lançarei a rede”.

Estou certo, também, que Abraão viveu um terrível dilema interior ao ouvir que deveria oferecer seu filho em sacrifício (Gn 22). Provavelmente, lutou contra si; esmoreceu em sua fé; desfaleceu em suas forças físicas; coisas que acontecem a todos nós; entretanto (e é um prazer colocar este entretanto aqui), decidiu trilhar no caminho da Obediência à Palavra/Direção de Deus, acima de tudo e de todos!

Uma coisa que ouvi muito cedo em minha caminhada cristã e que ainda hoje me esforço para assimilar e compreender é que: “Uma vida de Intimidade com Deus e, portanto, de um verdadeiro milagre, muitas vezes está no Limite da Fé, da Confiança e da Obediência“; Onde só alguns poucos conseguiram chegar e permanecer!

CONCLUSÃO

Apesar de sermos provados constantemente em nossa Fé e Confiança; isto é necessário para o nosso Crescimento e Aperfeiçoamento. Se permanecermos firmes e prosseguirmos em obediência, o fim será sempre o mesmo: Relacionamento; Intimidade; Experiência com o Deus dos Milagres!

Portanto, quando for confrontado ou desafiado, se a Fé falhar, haja e siga em frente, Obediente a Direção de Deus e sua Palavra! É sempre melhor Obedecer! (1 SM 15:33/ At 5:29).

Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Participe deixando um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s