Examine-se pois o homem. Um Balanço do Ano!

Por Pr Alex

Ao chegar o final do ano é natural que façamos um balanço dos acontecimentos do ano em nossas vidas. E este balanço é importante! Na verdade a palavra de Deus nos incentiva a fazermos isto não só no fim do ano, mas  a todo o momento. E ainda nos mostra a palavra de Deus que isto é uma questão, às vezes, de vida ou morte ou pelo menos uma questão de ser aprovado ou não.

No antigo testamento, especificamente no livro de Daniel capítulo 5, as Escrituras relatam a história de um rei que fora julgado por ter sido “pesado” na balança pelo Juízo de Deus, e achado em falta. Belsazar fora sentenciado a morte!

Precisamos entender, no entanto, que o último recurso do juízo que provém de Deus é a morte; mas, ela não virá e não será necessária para aqueles que se examinam, julgam-se e arrependem-se!

É o que entendo quando leio 1 Co 11.31,32 – diz: “Se julgássemos a nós mesmos não seríamos julgados. Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor…”. Embora eu saiba que o contexto desta passagem se refira a Santa Ceia, entendo que possamos aproveitar a essência da mensagem de Paulo que é: “Examine-se o homem pois a si mesmo…”

O que Paulo nos exorta é, não só fazer o que é certo, mas julgarmo-nos se estamos realmente procedendo corretamente, se estamos no caminho correto! Este exercício de autojulgamento ou autoanálise aumenta a nossa capacidade de autoconhecimento e nos coloca em condições de encontrarmos o caminho correto. Creio que o apóstolo Paulo tinha esse hábito de lutar contra e examinar a si mesmo para que não fosse desqualificado (1 Co 9.27).

Outro fato importante na passagem de 1 Co 11.31,32 é que Paulo nos dá a entender que se nós não julgarmos a nós mesmos, seremos julgados por outros ou pelo Senhor! Nesta mesma passagem podemos tirar algumas conclusões:

a)  Sempre, antes do Juízo haverá disponível a Misericórdia; porém, quando não há por parte do réu “o aceite” dela, segue-se o Juízo

b)  O Juízo de Deus não é uma simples sede de vingança, mas, uma forma de nos chamar ao arrependimento

c)  Deus permite certas circunstâncias acontecerem para que sirvam como exortações, correções

d)  “b e c” acima não são necessários se tivermos o hábito de examinar e julgarmos a nós mesmos

Se hoje ou ao findar do ano formos chamados a presença do grande Juiz a prestar-lhe contas, como estaria nossa Balança? Será que estaria como a de Belsazar? Sentiríamos ou sentiremos a dor e a vergonha de não termos feito para Cristo e pelas pessoas que tivemos contato, mais do que deveríamos?

Quem você visitou? Quem você agasalhou? A quem você deu de comer? Quem você abençoou? Quem você achou? (João 1.40-50/ Mateus 25.31)

Tome hoje a balança de sua vida e examine-se a si mesmo, não espere a exortação e o juízo de Deus chegar, pode ser tarde! Não deixe para depois ou para amanhã, faça neste momento uma reflexão!

Deus te abençoe!

Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Examine-se pois o homem. Um Balanço do Ano!

  1. Sueli disse:

    Mandou forte em Pr. rss…
    Precisamos repensar na responsabilidade de quem somos no Reino e para o Reino.
    Deus continue lhe usando para despertarmos. AMÉM!

    Curtir

  2. Alessandra de Souza disse:

    PODEROSA PALAVRA QUE DEUS CONTINUE TE USANDO COM ESSA SABEDORIA E AUTORIDADE

    Curtir

Participe deixando um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s