Quando Jesus estendeu a sua mão para mim…me fez feliz!

Muito se discute a respeito da Felicidade. Mas, o que seria ela?

Creio, há muitas formas de defini-la e senti-la. Não é o meu propósito discorrer sobre as suas muitas distinções e definições, farei apenas uma reflexão.

Bom! Uma coisa é certa, a Felicidade é RELATIVA. Sim, relativa! Pois, o que para uns é felicidade, para outros não é; e vice-versa!! Certo autor (Não lembro o nome), disse a respeito deste tema: “A felicidade depende de como você enxerga e encara as circunstâncias”. Ou seja, depende de como você vê a situação. Depende do que é importante para você; e mais que isto, depende se você possui este algo importante!!  

Vejamos:  Se você ama o dinheiro e se vê na falta do mesmo, você será infeliz; pois que o dinheiro é muitíssimo importante para ti. Mas, se, ao contrário, o dinheiro não é importante para ti, você não se importará com os benefícios e os malefícios que a abundância ou falta daquele lhe pode trazer (apesar de que no mundo em que vivemos se torna quase impossível viver sem dinheiro).

Tomando o exemplo do referido autor a pouco atrás. Conta ele que: “Encontrou pessoas, executivos, bem sucedidos, ricos, em WallStreet, mas que eram extremamente infelizes. De outra sorte, encontrou camponeses felizes com a vida que levavam, apesar das dificuldades que passavam. Como pode?

Diga você; quantas vezes se perguntou: Como é possivel tal pessoa ser feliz com a vida que leva? No exemplo do autor acima, podemos dizer que o inverso é verdadeiro. E, além disto, tiramos outra conclusão: A felicidade é muito mais complexa do que podemos pensar. É a forma como você encara as coisas!

O Apostolo Paulo nos dá uma dica, que ele mesmo viveu, e que é “um”  grande passo para a felicidade: SABER VIVER EM QUALQUER CIRCUNSTÂNCIA (Filipenses 4.11); não se apegar demasiadamente as coisas desse mundo e as expectativas deste mesmo mundo. Se eu poderia acrescentar algo a isto, diria: “Já começa a ser feliz, aquele que não sacrifica o seu interior – com diz Eclesiástes: Correndo atrás do vento!!”. Afinal de contas o que adianta, diz a bíblia, o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou o que adianta se afadigar ao extremo, juntar riquezas e posses, e não desfrutá-las? Ou ainda, ser bem sucedido no trabalho, ser bem visto no mesmo, mas perder o amor da sua familia, dos filhos, dos pais, dos amigos?

Além disto, podemos dizer também que a felicidade é “conseqüência” de algumas coisas, e não a “causa” em si mesma. Dentre essas coisas, podemos citar: Os mandamentos e leis de Deus que, inquestionavelmente, Ele nos deu para sabermos viver em sociedade, em comunidade. Saber viver em grupo promove a felicidade. A felicidade não é algo que se pode buscar sozinho, apesar de muitos tentarem fazê-lo. Dependemos uns dos outros para sermos felizes. O homem ainda não compreendeu (apesar do tempo) isto! Talvez você não tenha notado, mas a grande maioria dos mandamentos de Deus, são leis, normas, regulamentos para o bem estar das pessoas, ou seja, para saberem viver em comunhão, em sociedade! Reveja os dez mandamentos; e constatará que o que Deus pediu, a maioria, se tratava de situações relacionadas aos homens! Por isto, Jesus, resumiu espetacularmente todos os mandamentos em apenas dois: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”. Com certeza o Senhor condensou mais coisas no: “Amar ao próximo como a ti mesmo” do que no: “Amar a Deus sobre todas as coisas”. Tente me compreender, não estou blasfemando (rs)… é como se a maior preocupação de Deus fosse conosco!! É por isto também que o apostolo João em sua primeira epístola diz: “aquele que não ama seu irmão a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê!!”.   

Apesar das considerações acima, uma coisa é certo: Todos nós a buscamos, e todos nós queremos ser felizes.

Entretanto, vejo que há um caminho a ser seguido. Falando de minha experiência, a primeira coisa que Jesus fez por mim não foi trazer felicidade (embora tenha sentido uma grande alegria quando o aceitei); Ele primeiro TRANSFORMOU-ME; e com a transformação, me fez, e a cada dia me faz uma pessoa melhor. A felicidade veio, vem e continua vindo, depois!! é conseqüência de tudo isto que tenho falado até aqui! E a cada dia tenho aprendido a ser mais feliz, pois tenho (é difícil, mas tenho) aprendido a saber viver em quase todas as circunstâncias que eu tenho passado; tenho me esforçado para observar e cumprir os mandamentos de Deus. Amar e a respeitar o meu próximo. Isto me tem feito uma pessoa melhor. Tenho muito a prosseguir. Muito ainda para ser feliz.

Posso dizer, igualmente, que a razão e o princípio da minha felicidade estão no fato de eu estar bem com o meu SENHOR e comigo mesmo. Todas as outras coisas dependem dessas duas. Há uma música que expressa tudo o que eu sinto desde que o reconheci como meu único e suficiente SALVADOR…

“A minha alma estava longe do caminho do céu; eu era pobre e perdido pecador. Mas Jesus transformou minhas trevas em luz; quando ele estendeu a sua mão para mim. Quando Jesus estendeu a sua mão; quando ele estendeu a sua mão para mim; eu era pobre e perdido sem Deus, sem Jesus. Quando ele estendeu a sua mão para mim. Mas, agora me regozijo desde que eu o aceitei, e na tempestade eu posso sossegar; pois com ele sou liberto do perigo e do mal; desde que estendeu sua mão para mim.”

O Senhor Jesus enquanto viveu nesta terra não se cansou de estender a sua mão ao necessitado.

Estendeu a sua mão para:

– Curar
– Libertar
– Salvar
– Alegrar
– Abençoar
– Transformar
– Para trazer Provisão
– Trazer Paz e Refrigério

Toda essa obra que fora feita pelas suas mãos, na verdade, era apenas uma pequenina parte da grande obra que faria na frente: Oferecer a sua vida como sacrifício em favor dos Pecadores. Entretanto, antes de cumprir essa GRANDE obra (pois há tempo para todas as coisas), Jesus, andava por todos os cantos estendendo as mãos e fazendo o bem.

Na cultura Judaica, cria-se que nas mãos ficavam gravadas as obras de uma pessoa. E por essas mesmas obras as pessoas seriam recompensadas. Não haveria como fugir ou mentir; as suas mãos testemunhavam contra ou a favor!

Quando Jesus ressuscitou e apareceu aos seus discípulos, apresentou-lhes as mãos que antes foram cravadas na cruz com pregos. Esse ato de mostrar-lhes as mãos não era apenas uma prova de que Ele fora crucificado e havia ressuscitado, mas, acima de tudo, era um TESTEMUNHO da obra que realizou em toda a sua vida aqui na terra, pela qual foi levado a morrer na CRUZ.

O mais maravilhoso de tudo isto é que o nosso Senhor Jesus é o mesmo e continua estendendo as suas mãos para fazer as mesmas obras que fez no passado. Ele ainda não se cansou de ter as suas mãos estendidas. Suas mãos não estão estendidas apenas para testemunho de tudo o que fez; elas estão estendidas “por” e “para” você! Se você quiser e deixar, ELE LHE FARÁ FELIZ!! AMÉM!!

Esse post foi publicado em Esboços de Pregações e marcado , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Quando Jesus estendeu a sua mão para mim…me fez feliz!

  1. Tocar Violão disse:

    Procuro sobre este assunto há dias, até que enfim achei um bom texto

    Curtir

  2. Anselmo Melo disse:

    Meu querido irmão sumido.Estou fazendo um sorteio lá no blog entre 30 leitores.Seu nome apareceu entre eles.Quando tiver um tempinho da uma passada por lá para conferir.Paz!
    Link da promoção:promoção:http://www.pranselmomelo.com.br/2011/06/sorteio-um-presente-para-meus-amigos.html

    Curtir

  3. milcajmsmilca disse:

    O homem mais feliz do mundo é o homem que menos deseja.

    Abraço

    Curtir

  4. Pingback: Quando Jesus estendeu a sua mão para mim… me fez feliz! « Sumo Sacerdote

Participe deixando um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s