Doar, Honrar e agradar a DEUS – A essência do Sacríficio

Disse o Senhor: “… Ninguém apareça diante de mim de mãos vazias” (Êx 23:15b)

Quantos já ouviram falar dos sacrifícios do Antigo testamento? Moisés foi instruído a organizar, ensinar e orientar ao povo sobre eles. Sem me alongar tanto na explicação, os sacrifícios no A.T. tinham diversos aspectos e objetivos. Eles consistiam em oferendas à Deus – de acordo com sua orientação expressa nas escrituras; não eram feitos de qualquer coisa ou de qualquer maneira (Livros Êxodo, Leívitico, Números e Deuteronômio). Diversos eram os motivos e a finalidade: Agradecimento, adoração, pedido de perdão, etc.

A bíblia fala de alguns tipos de Sacrifícios/Ofertas:

  • Sacrifícios de animais por culpa ou voto – (Rm 6:23 / Gn 3: / Lv 22:17-20)
  • Sacrifícios de Louvor e Adoração (Hb 13:15,16)
  • Sacrifícios “Vivo” – pensou que só fosse morto!? (Rm 12:1)

O aspecto mais importante e interessante dos sacrifícios eram a sua essência e o que eles representavam; o que veio a se perder com o tempo, tornando-se em muitos casos, mera cerimônia religiosa ou ato vazio e mecânico de significado – O que, claro, não agradava a Deus! Poucos ao longo do tempo Compreenderam a importância, o significado e a essência do Sacríficio. Davi e Abel foram dois desses poucos.

A geração ICABODE (Clique no link para ler – vale a pena) que não tinha compromisso com Deus, sem temor, que zombava dos princípios e sacríficios de Deus e, que por fim, perdeu a Presença de Deus (A Arca da Aliança), foi uma geração que antecedeu a geração de Davi. O que Davi fez em meio a uma geração sem a essência e presença de Deus?? Foi justamente resgatar isso!

No livro de 1 Crônicas 21 as Escrituras nos contam um episódio pelo qual podemos entender o quão profundamente Davi compreendeu o sacrifício e o relacionamento com Deus. Quando Ornã ofereceu ao rei os bois de graça para sacrificar ao Senhor, ele estava honrando a Davi. Mas, Davi devolveu a honra a Ornã e muito mais ainda honrou a Deus. Disse: “Não, respondeu Davi, quero comprá-lo pelo seu inteiro valor em dinheiro; não tomarei o que te pertence para dar ao Senhor, e não oferecerei um holocausto que não me custe nada“.

Em mundo onde não existe mais honra e respeito, e no qual todos querem apenas facilidades – Honrar quem tem que ser honrado e Pagar o preço devido a cada coisa, deveria ser o exemplo a ser seguido!

Ao ler um Dicionário qualquer, podemos concluir que Sacrifício é: “Um ritual religioso que se caracteriza pela imolação real ou simbólica de uma vítima; Pessoa ou coisa sacrificada; Renúncia voluntária ou privação voluntária por razões religiosas, morais ou práticas“.

Entretanto, é lendo a Palavra de Deus que podemos compreender o que Sacrifício é em sua essência: Uma Oferta valiosa, um Presente Solene, uma dádiva ou honraria, algo que te custe, e que é dedicado a Deus com o intuito de honrar, agradar e obter o seu favor.

Foi assim que Abel e sua oferta foram aceitos por Deus (Hebreus 6). Certamente, o diferencial em Abel é a essência da oferta/sacrifício, do prazer de estar perante ao Senhor e a atitude especialmente (Gn 4:2-10).

Foi assim também podemos ver a diferença entre o Sacrifício de Davi (1 Crônica 21:23b) e o Sacrifício de Saul (1 Sm 15:9-24 – sacrifício vão, vazio, nulo, que não valem nada).

Foi assim, por fim, que Jesus ofereceu o maior dos sacrifícios (pela humanidade), não com animais, mas mediante seu próprio corpo – Morreu por nós, para que tivéssemos vida com abundância (Hebreus 7:25-28 / 9:1-28 / João 10:10b).

Deixemo-nos, portanto, nos inspirar pela vida e pela essência desses grande homens de Deus e pelo autor e consumador da nossa Fé – JESUS CRISTO.

E lembre-se que quando:

  • Você decide pagar o preço, agradando e honrando a Deus
  • Você se dedica/se compromete, agradando e honrando a Deus
  • Você oferta e dizima, está agradando e honrando a Deus
  • Você lê a bíblia e ora, está agradando e honrando a Deus
  • Você persevera, está agradando e honrando a Deus
  • Você ouve o Espírito Santo, está agradando e honrando a Deus
  • Você obedece a palavra de Deus, agradando e honrando a Deus
Anúncios
Publicado em Artigos | Deixe um comentário

GERAÇÕES ICABODES!

Sugiro que você leia pelo menos os 5 primeiros capítulos do Livro 1 Samuel, especialmente o capítulo 4, para ter um melhor entendimento do que estaremos falando aqui.

Para quem não sabe, ICABODE é uma expressão que significa: “Foi-se a Glória”. Ela foi dita pela nora do sacerdote Eli, quando soube da morte do seu marido e o que havia acontecido com a Arca da Aliança. Ela sabia muito bem o que significava perder a Arca. Essa triste história talvez lance luz sobre a história de nossos dias, da nossa Geração. Oro para que haja esperança para nós, como houve para aqueles dias.

Geração Icabode foi “a geração que perdeu a Arca da Aliança, que afastou a Presença e a Glória do Deus de Israel”. Não é coincidência que vejamos em nosso tempo as mesmas características e acontecimentos dessa Geração infame. Por assim dizer, essa geração iniciou quando a Geração de Josué e os anciões de seu tempo morreram. O livro de Juízes 2 diz que, após Josué e os Anciãos, se levantou uma “Nova geração” que não conhecia ao Senhor, nem os seus feitos! E essa geração começou a fazer o que era “mal” aos olhos do Senhor. Após um período inconstante para o povo de Deus (época dos juízes), vemos o auge da Geração que pode ser conhecida como ICABODE – tendo como expoentes de mau exemplo Hofni e Finéias, filhos do sacerdote Eli.

  • É assustador ver os erros da História sendo repetidos. Edmund Burke disse: “Um povo que não conhece a sua história, está fadado a repeti-la”. Com certeza o filósofo referia-se aos erros cometidos.
  • Assustador também é ver aqueles que vivem em meio a esta geração não perceberem que a presença e a glória do Senhor está “indo ou já se foi”.
  • Agora, mais assustador ainda é que, alguns percebendo, não se incomodem e não façam algo para mudar as circunstâncias e a história.

Falei um pouco sobre essa questão em 2011 (Clique Aqui para Ler), mas cabe complementar aqui… Acho muito intrigante o detalhe no livro de 1 SAMUEL 3:1-4 que diz: “Antes que a lâmpada de Deus apagasse, o Senhor chamou a Samuel”. É como se escritor quisesse dizer-nos: “Antes que fosse tarde demais”. Fico pensando se Samuel não quisesse ou não pudesse ouvir. O mais intrigante é imaginar se Samuel não existisse; se Ana tivesse desistido de ano após ano subir a Siló para clamar a Deus por um milagre, um filho… Se Ana, em recebendo seu milagre/filho, não tivesse disposta a “devolvê-lo” ao Senhor!! Fico realmente pensativo em relação a isso!!

Penso que, não é tarde demais, se Deus encontrar aqueles a quem ele está procurando, em cada Geração:

  • SAMUEL’s – Alguém que lhe dê ouvidos; alguém que atenda ao seu chamado; alguém que se disponha a ser e a fazer a diferença…
  • DAVI’s – Alguém disposto a pagar o preço para fazer a vontade d’Ele; para restaurar e trazer a sua presença de volta…
  • MULHERES SAMARITANAS – Alguém que seja verdadeiro, apesar de tantos problemas. Alguém disposto a Adorar e a Viver em Espírito e em Verdade. Alguém disposto a viver e testemunhar a transformação de sua vida
  • DISCIPULOS – Que se interessem pelo Senhor; que o apoiem; que tenham o mesmo sentimento, que deem continuidade o que JESUS iniciou…

Deus ainda procura… Resta saber se há alguém que queira ser achado… alguém que queira se dispor a “ser e a fazer aquilo que agrade a Deus”. Você pode ser uma das esperanças para essa Geração.

É você um dos tais?? Então diga: Eis-me aqui Senhor, em nome de Jesus!

Eu digo: AMÉM!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

A IGREJA QUE QUEREMOS SER

Olá meus amigos e amigas, gostaria de compartilhar com vocês o tema e mensagem ministrado no culto de 4 anos da CCFF. Acredito que essa mensagem servirá para a Igreja e para ti, tanto no âmbito individual, como no coletivo. Boa reflexão!

Mensagem domingo 22/04/2018

Certo pastor, amigo meu, me disse uma vez: “Determinados temas e pregações precisam ser abordados todos os anos”. Bem, tomando o conselho dele nesse dia, vale lembrar também o que Paulo disse na Carta aos Filipenses 3:1 “… não me canso de lhes escrever as mesmas coisas, e é uma segurança para vocês….

O que falaremos hoje não é novidade, mas, é um lembrete Importante e Necessário!

Prestes a completar 4 anos de história, sendo 2 aqui no Bairro Olímpico. O que proponho nessa noite é que Examinemos e Reflitamos brevemente em nossa história (Pense em sua história). Por que?

Porque aprender com o nosso passado e trajetória é o que irá fazer com que avancemos assertivamente em direção ao alvo. Veja, eu disse: “Aprender”! Não apenas “conhecer”, mas ter uma disposição/atitude de extrair reflexão e lição do passado, a fim de não cometer os mesmos erros, e poder efetuar ajustes necessários na caminhada (Já ouviu falar da famosa frase do Filósofo Edmund Burke? – Pesquise!). Pense:

  • O que mudou em sua vida, na Igreja do Senhor – nos últimos 4 anos?
  • Somos os mesmos? Fazemos as mesmas coisas?

Certamente, se não ouve mudanças, é porque algo não está ou não saiu tão bem!

O grande treinador americano Lou Holtz, disse de sua equipe: “Não estamos onde queremos estar; tampouco onde deveríamos estar; mas graças a Deus não estamos onde costumávamos estar”. Houve progresso; talvez, não o desejado, mas houve! Será que nós podemos dizer o mesmo que ele, de nós e nossa igreja?

Existe a necessidade de abordar e refletir sobre o mesmo assunto porque, como John Maxwell diz: “Nem todos os que começam conosco, terminam”. Logo, muitas vezes, quem vai terminar junto contigo, é talvez quem menos você espera e quem chegou depois. E quem chegou depois precisa ser agregado, consolidado, ensinado a respeito da visão, objetivos, planos, propósitos de nossa Comunidade. E Exatamente por isso, pergunto:

Que tipo de IGREJA/PESSOA temos sido (passado)? Que tipo de IGREJA/PESSOA somos (presente)? Que tipo de IGREJA/PESSOA queremos ser (futuro)?

Quando definimos ou sabemos o tipo de Igreja ou pessoa que queremos “ser”, isso se torna o parâmetro para eu examinar e jugar a mim mesmo (Veja 2 Coríntios 13:5). Então posso pergunta: Será que estou no caminho?

Entendam que: “A pessoa/igreja que queremos “ser” é a pessoa/Igreja que, antes de tudo, “devemos” ser pela Palavra e vontade de Deus”. Além de tudo, o que queremos e devemos ser é Responsabilidade nossa. Não podemos atribuir aos outros ou as circunstâncias o que queremos e devemos ser! Temos que assumir a responsabilidade e trabalhar para ser!

A bíblia diz:

  • Que a obra do Senhor é como uma Construção (1 Pe 2:4-6)
  • Que a Igreja é como um Edifício que precisa ser edificado (Ef 2:19-22)
  • Que nós somos os Construtores e Cooperadores (1 Co 3:9,10)
  • Nossa própria vida é o tijolo (1 Pe 2:5)
  • Cristo é o fundamento e a pedra mais importante da Construção (1 Co 3:11 | Ef 2:20 | (1 Pe 2:6)

Como crescer???

Relembrando, Executando e Trabalhando de acordo com os nossos objetivos, valores e missão. Veja abaixo os de nossa COMUNIDADE:

  • Viver a vida cristã genuinamente
  • Ser uma Igreja Relevante na sociedade
  • Ser Comunidade não só no nome ou aparência, mas de fato e verdade.
  • Trabalhar duro e juntos
  • Não podemos nada sozinhos
  • Todos somos importantes
  • Todos devemos ser Íntegros e ter Integridade
  • Precisamos de mais transparência e intenção nos relacionamentos
  • Necessitamos de mais confiança
  • Devemos todos cuidar de todos
  • Precisamos amar primeiro para então ser amado
  • Precisamos compreender primeiro para então ser compreendido
  • Precisamos tomar a iniciativa de servir primeiro para então ser servido.

Além disso, vejamos a Declaração de propósito de nossa COMUNIDADE:

Construir uma família unida, que agregue e gere filhos que sejam ensinados: a alinhar o seu caráter ao caráter de Cristo; a amar e honrar a Deus em primeiro lugar e de todo o coração; a se dispor a serviço do Rei Jesus e ao próximo; a enraizarem sua vida e confiança na Palavra de Deus; a fim de que possam cumprir a sua Missão e os propósitos do Pai, nesse mundo.

Acredito que assim construiremos, cresceremos e seremos a Igreja e as pessoas que “queremos e devemos ser”.

 

Graça e Paz!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Conselhos para uma vida verdadeiramente cristã

Se você planejou o ano de 2018 para ser o ano da mudança e para viver de verdade a vida cristã (sugiro fazer isso caso não tenha feito); então, você precisa levar a sério o que Jesus disse nos evangelhos, especialmente e a começar em Mateus 5 ao 7; o famoso “Sermão da Montanha”.

Você deve olhar e ler essas palavras como sendo para você hoje (como de fato é)! Seja sincero consigo mesmo e deixe-se ser confrontado por essas palavras e esses conselhos; do contrário, só estará enganando a si mesmo e perdendo tempo.

Em uma de nossas mensagens anteriores falei que a Presença e a Oração de um verdadeiro cristão fazem a diferença. Mas, como tornar a nossa vida “Relevante”? Como fazer a “Diferença”?

Seguindo o Exemplo de Vida do Mestre e obedecendo seus ensinamentos

a) Jesus viveu e venceu a tentação pela Palavra de Deus. (4:1-11)

b) Jesus era consciente do seu chamado e responsabilidades. (4:12-14)

c) Jesus levava e trazia consigo verdadeira esperança e novas possibilidades às pessoas. (4:14-17)

d) Jesus se preocupava em fazer discípulos, pois ñ podia fazer tudo sozinho, e a obra devia seguir depois dele

e) Jesus fazia o máximo possível para ir, fazer o bem, pregar o evangelho e alcançar os ñ alcançados. (4:23-25)

f) Jesus se preocupava em ensinar os que queriam ouvir. (5:1)

g) Jesus nos ensinou que devemos ser diferentes. Ele disse: “Nós somos o sal… A luz da terra“. Se alguém pode e deve ser diferente, esse alguém é o cristão verdadeiro. Isso de modo algum significa ser maior ou melhor, apenas Diferente para que possamos inspirar as pessoas. Não nos esquecemos que Jesus disse que aquele que “quer ser o maior, seja como o que serve”. (5:13-16)

h) Ele nos ensinou também que devemos fazer diferente. Jesus aborda temas, como: homicídio, adultério, divórcio, juramentos, vingança, amor as pessoas, orgulho, ajuda aos necessitados, forma da oração, jejum, riquezas da terra, preocupações da vida e julgamento ao próximo. Em todas essas questões ele adverte e ensina ao cristão genuíno a agir diferente do mundo, e como deve Proceder. (5:20)

i) Jesus demonstra que o cristão verdadeiro deve ser vigilante, criterioso e cauteloso. (7:15-19). Perceba como os falsos perguntam a Jesus: “Mas Senhor, nós não fizemos isso ou aquilo em seu nome?“. A linguagem dá a entender que eles estão surpresos… É como se quisessem dizer: “Senhor, não estou entendendo… Fizemos tudo que tinha pra fazer… Fizemos tudo o que estava no script“. (7:20-23)

Aqui vai um Alerta: É muito fácil se perder, se iludir, desistir ou querer pegar atalhos ao longo do caminho. Mas, não se esqueçam: Só há um caminho, e esse é apertado, dificil e estreito. Hoje em dia são tantos os caminhos e tantas portas que o mundo nos apresentam que muitos estão e ficarão confundidos. (Mt7:13,14)

Um dos grandes problemas da nossa geração é achar que Milagres, Maravilhas, Profecias, Curas, são frutos. Não são! São apenas sinais, ferramentas para se chegar a uma Finalidade ou Resultado: Levar as pessoas à Jesus, para que conheçam o amor e a graça de Deus, para que tenham suas vidas restauradas e transformadas. Frutos são: “obediência, comprometimento, vida santa, fidelidade, serviço, auxílio, vidas alcançadas, resgatadas e transformadas para Cristo“. (Vejamos o que Jesus diz Mt 25:31)

Que você viva uma Vida Cristã Genuinamente esse ano!

Deus te guie!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

DESPERTAMENTO DO ESPÍRITO SANTO

Hoje vamos dar continuidade a Série de mensagem de Início de Ano e ao estudo e entendimento sobre o Livro de Joel 1 e 2.

Na mensagem anterior nós falamos sobre o quarto ponto de que o Livro de Joel 1 e 2 trata: “Restauração“. Falamos que restauração é a conseqüência das atitudes e do posicionamento que Deus requer do seu Povo. Falamos também que estando de acordo com o Plano de Deus, nossa vida, presença e oração Intercessória, “são fatores que fazem a diferença na terra“. Por fim, refletimos amplamente sobre nossa Responsabilidade e Dever!

Hoje, quero meditar no quinto e último ponto da abordagem de Joel (Leiamos 2:28-32): “Avivamento do Espírito Santo“. É o Espírito Santo quem nos Desperta para nossas Responsabilidades, nos Capacita e torna Frutífero nosso trabalho no Senhor!!

PREPARAÇÃO – SEMENTES DE AVIVAMENTO

Permita-me primeiramente relembrar que os 5 pontos são uma preparação progressiva em direção aos Resultados e Frutos que Deus espera operar em nós e através de nós. Ou seja, não dá para se viver o quinto ponto ou etapa sem ter passado necessariamente pelas anteriores!

Esses 5 pontos são como o Processo de Cultivo do início ao fim (Salmo 126:5,6).

1º Aramos e preparamos a terra;

2º Plantamos a semente;

3º Regamos e Cuidamos;

4º Cristo nos dá as condições (chuva e sol)

5º Deus dá o crescimento e O Espírito Santo produz em nós e através de nós os Frutos.

PROMESSA DA DESCIDA E AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

1) Joel diz que em decorrência do derramamento do Espírito haveriam: “profecias, sonhos, visões, sinais e prodígios nos céus e na terra” (vs 28-30).

2) Jesus (homem) foi batizado e recebeu o poder, a unção e direção do Espírito Santo (João 1:32, 33). No mesmo evangelho de João, Jesus nos mostra a importância e algumas funções do Espírito Santo: “Consolar/Confortar e Testemunhar (João 15:26); Convencer, Guiar, Ensinar (João 16:7-15).

3) No evangelho de João 20:22, Jesus sopra como um Fôlego de vida o Espírito Santo para seus discípulos, em cujo interior, passa a habitar.

4) Jesus disse em Atos 1:8 a respeito da promessa de Deus e da vinda do Espírito Santo: “Mas, recebereis poder/virtude [capacidade] do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda Judéia e Samaria, e até aos confins da terra“.

5) Pedro explica em Atos 2:14-21 que o que havia ocorrido naquele momento era cumprimento da Profecia de Joel. E na capacidade do Espírito Santo, o apóstolo, testemunha de tudo o que ouviu, viu e viveu a respeito de Cristo. Resultado: Três mil almas foram resgatadas.

6) O mesmo Pedro diz que a Profecia e a Promessa da Presença e dos dons do Espírito Santo diz respeito “… a vós, vossos filhos, e os que estão longe, a todos quantos Deus nosso Senhor chamar“.

O QUE É O DESPERTAMENTO E AVIVAMENTO

De acordo com C. H. Spurgeon (Pregador século 19), em um artigo sobre o tema, diz do avivamento: “[significa] viver de novo; receber novamente uma vida que quase expirou; reacender a chama da centelha vital que quase foi extinta“.

1) De acordo com ele: Não se pode falar de “reviver” alguém que está totalmente morto ou que nunca viveu antes. Portanto, o termo e a realidade do “Avivamento” só podem ser aplicados a uma alma vivente, ou seja, aqueles que têm algum grau de vida. Em outras palavras essa benção é para aqueles que já possuem vida espiritual.

2) Spurgeon, de forma lúcida e assertiva,  chamava a atenção também para a outra face que a necessidade do Avivamento mostrava: Os crentes e as Igrejas em geral “estão apenas quase mortos; fracos, insensíveis e vazios dos poderes espirituais e da Graça“. Por isso precisam de Avivamento.  “Avivamento é a reativação da vitalidade… que fora perdida“!

3) Corretamente, o grande pregador, a despeito da grande procura e sede pelo tema na Igreja da sua época (igual a nossa), via o avivamento com ressalvas e pejorativamente, por assim dizer. Para ele naturalmente a Igreja não deveria precisar de um Despertamento/Avivamento. Em suas palavras, “o avivamento apenas nos leva a condição em que a Igreja e os crentes sempre deveriam ter estado”! (Vivos e Atuantes no Poder do Espírito)

4) Por fim, para Spurgeon, embora o Avivamento se dê apenas dentro da Igreja (corpo de Cristo) e para os crentes, certamente seus efeitos reverberarão e se verão além das fronteiras da Igreja, chegando a impactar positivamente os Não Crentes e a Sociedade ao redor.

Independentemente, já Vivos ou Reavivados, é pela Ação e Unção do Espírito Santo que nossa vida e ministério se torna Relevante e Frutífero para Deus. O fruto final e o fim último de tudo isso é a Transformação e Salvação de nós mesmos e de outras pessoas!

FRUTOS E RESULTADOS DE UM AVIVAMENTO

Lucas relata em Atos (dos Apóstolos ou do Espírito Santo?) e Paulo em todas as suas Epístolas, as coisas que aconteceram no meio da IGREJA Primitiva:

* Comunhão e Unidade

* Preenchimento da atmosfera e clima

* Curas

* Vida, Alegria e Paz

* Direção e Exortação

* Temor em todos

* Evangelização Eficiente

* Discursos, Testemunhos, Pregações na UNÇÃO do Espírito

* Convicção de pecado produzida nos corações, pelo Espírito Santo

* Restauração, Transformação, Conversão de muitas almas

* Maravilhas, Milagres e Sinais

* Libertação e Livramentos

* Restauração do fervor espiritual

* Restauração do hábito da oração e meditação da palavra

* Volta ao primeiro amor

* Aumento da Fome e Sede da presença de Deus

* Maior intimidade com Deus

* Afastamento do pecado

* Sensibilidade espiritual

* Aumento do serviço aos necessitados

* Fruto do Espírito

* Manifestação dos dons espirituais

* Maior fé, obediência a palavra e a Deus

O que é preciso?

Os três primeiros pontos que falamos em Joel 1 e 2. (Reconhecimento, Arrependimento, Quebrantamento, Humildade e Retorno).

 

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

VOCÊ, SUA ORAÇÃO E ATITUDE FAZEM A DIFERENÇA!

Continuando a Série de mensagem de Início de Ano. Na mensagem anterior nós refletimos sobre a pergunta “do que mais precisamos em 2018?“. Na oportunidade, eu disse que Joel, nos capítulos 1 e 2, de forma simples aborda cinco pontos em seqüência, que na verdade são as atitudes que Deus espera de todos os homens, especialmente seu povo:

  1. Reconhecimento (1:1-11)
  2. Arrependimento e Quebrantamento (1:12-20)
  3. Humildade e Retorno (2:12-17)
  4. Restauração (2:18-27)
  5. Avivamento (2:28-32)

Hoje vamos falar de assuntos relacionados, mas especialmente de restauração.

Restauração, de acordo com a palavra de Deus,  é uma conseqüência. E para que haja restauração tem que haver primeiro: reconhecimento, arrependimento, humildade e retorno.

A restauração de todas as coisas está condicionada, portanto, especificamente e primordial a atitude do Povo de Deus. Quando isso acontece, a restauração então é certa. E ela nem é tudo o que Deus pode fazer, antes é apenas uma Pontinha da Bondade de Deus; para que vejas a Graça e o Poder do Senhor! Percebam, o encargo e a responsabilidade estão conosco – o Povo de Deus!

VOCÊ É FATOR QUE FAZ A DIFERENÇA

Pense comigo: De quem é a culpa pelos males e pelas trevas que assolam a sociedade e o mundo em geral, especialmente em nosso tempo?

Sim, é verdade que temos vários “responsáveis“!  Mas, certamente incluído entre eles, e infelizmente, está, de certa forma, o Povo de Deus! Explico a seguir o porquê.

Na visão de Deus, o Papel e Chamado do seu Povo/Igreja é de Liderança espiritual, de agente Moralizador, Influenciador e Transformador do mundo. A nossa “responsabilidade” como cristãos vai além de nós, de nossa família, vai além de ficarmos apenas observando as coisas acontecerem; ela também se estende a cada indivíduo, a cada família, a cada bairro, a cada cidade, a cada estado e país que nos cercam! (do contrário, temos nos tornado igual ao mundo; vazios de princípios/valores; de Deus).

Relembremos o  que a Palavra de Deus diz sobre algumas de nossas Responsabilidades:

1) “Amar e dar nossa vida pelos irmãos” (1 Jo 3:16-18 / Gn 5:9-12). Se não estamos fazendo isso, precisamos rever o real sentido de “Amar”

2) “Por amor aos dez não destruirei a cidade…” (Gn 18:16:33). Acredito que ainda não entendemos a “falta e a diferença” que um Justo/integro pode fazer em um local/lugar.

3) “Vocês são o sal… luz…” (Mt 5:13,14). Entendo que precisamos rever o significado de “fazer a diferença”. Deus nos fez “sal e luz” para fazer alguma coisa com isso, não?

Apesar de tudo o que já falei, acho que o Povo de Deus em geral, especialmente os crentes atuais, não entenderam e não se importam muito com o seu “papel, responsabilidade e chamado”.

SUA ORAÇÃO É OUTRO FATOR QUE FAZ A DIFERENÇA

Da mesma forma que a sua presença e sua vida, a sua Oração Intercessória também faz a Diferença!

1) Abraão levou muito a sério a prática da oração intercessória (Gênesis 18)

2) Moisés intercedia diariamente pelo Povo de Israel (Êxodo 32:31-35 / 33:12-17)

3) Samuel intervia e intercedia igualmente pelo Povo (1 e 2 Samuel)

4) Jesus praticava a intercessão (João 17)

5) Paulo tinha como pratica essencial a intercessão (Todas as suas epístolas)

Se a vida desses e outros grandes homens (e mulheres) de Deus não são capazes de nos mostra a gravidade e seriedade da intercessão, vejamos um fato impactante que Deus fala pela boca do profeta Ezequiel 22, e que precisa nos chamar a atenção para nossas Responsabilidade e Dever de Interceder. Todo o capitulo fala a respeito de uma nação que estava fazendo coisas terríveis; agredindo a Deus com seus pecados; fazendo pouco caso dos bons costumes e da lei de Deus. A respeito da situação, diz-se:

E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém acheiPor isso eu derramei sobre eles a minha indignação; com o fogo do meu furor os consumi; fiz que o seu caminho recaísse sobre a sua cabeça, diz o Senhor DEUS“. Ezequiel 22:30,31

Simplesmente porque não tinha quem lutasse, clamasse e intercedesse por esse povo e nação!

CONCLUSÃO

Assim como aconteceu com Jesus (Mateus 4:12:25), posso dizer que o ministério e mesmo a vida de uma pessoa se torna realmente Relevante, quando em meio às trevas, escuridão e problemas, ela percebe que tem o poder, o dever e a responsabilidade de resgatar as pessoas e trazer transformação ao seu entorno.

Quando foi acusado muitas vezes de quebrar as leis de Deus por ter curado ou libertado, Jesus na verdade estava assumindo o seu dever e responsabilidade; ele se sentia na obrigação. Por quê? Porque Ele tinha o poder, a autoridade para fazer algo? Ele nunca foi “omisso” (Lc 13:16 / Tg 4:17 / Mt 25:27)

Conhecemos a Deus (!?), conhecemos sua Graça, Misericórdia, a sua Severidade (!?); temos em nós o Poder do Espírito Santo e a Oportunidade para conduzir as pessoas à libertação, a restauração, a cura e a salvação.

Não deveríamos fazer o mesmo que JESUS???

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

O QUE MAIS PRECISAMOS NESSE ANO 2018?

Essa e as próximas duas mensagens, fazem parte da Série de Pregação de Inicio de Ano em nossa Comunidade, baseadas no Livro de Joel, capítulos 1 e 2. Vale a Reflexão e Exortação!

**************************************************************************

O homem nunca se viu ou se achou tão “auto-suficiente” e tão “independente” quanto nos dias atuais.

Os avanços na ciência; as invenções, as mídias sociais e o desenvolvimento de novas tecnologias (que por sinal muitas vezes nos aprisionam); o aumento da capacidade financeira; as opções de lazer e divertimento, nunca foram tão abundantes como nos últimos séculos. Cada vez mais tem sido anunciado, ansiado e criado pelo mundo: “Novos caminhos, novas possibilidades, novos paradigmas, novos valores e princípios”.

Apesar disso tudo, do falso otimismo e da suposta liberdade, os velhos e diversos problemas, inclusive os sociais, persistem… A Pobreza; a Desigualdade; a Corrupção; o Desemprego, a Violência; a Fome; as Doenças; as Guerras, etc etc etc.

E o que falar de Nós em geral? Apesar de todo (suposto) “avanço e progresso”:

– Continuamos descontentes, infelizes, insatisfeitos e irritados;
– Vemos o aprofundamento e aumento da perturbação de espírito, mente e coração;
– Cavamos mais profundo o abismo da depressão;
– Agravamos a cada instante o rombo e o vazio nos corações;
– A falta de sentido/perspectiva de vida tem levado as pessoas a tirarem sua vida/do outro

Onde vamos parar se não pararmos antes?

Por tudo e contudo isso, faz sentido parar e seriamente nos Perguntar: Do que mais Precisamos nesse Ano de 2018?

Não! Não precisamos de mais carros; de mais dinheiro; de mais prosperidade; de mais casas; de empregos melhores; de mais e melhores celulares; de mais e melhores tecnologias; de mais formas de lazer; de mais maquiagens; de mais tecnologias, etc. etc. etc.

Não que tudo isso não tenha o seu valor e devido lugar… Apenas, não estamos percebemos o tamanho do buraco ou abismo que nos metemos e do qual não estamos conseguindo sair! Mas, ainda há esperança… sim!

Nós precisamos mais de Deus! Nós precisamos, e os corações e almas em seu íntimo, tem  Clamado, por uma GRANDE AÇÃO de Deus em nossas Vidas, Famílias, Igrejas, Bairros, Cidades e País nesse Ano de 2018! 

Não concorda?

Olhem então ao redor, os Indivíduos, a Sociedade, as Igrejas, o que está se passando? O que está acontecendo? Tudo isso é um Sinal de Onde e Como estamos! Além de o ser, da necessidade da Ação de Deus!

Oswald Simth, há quase trinta anos disse em relação ao regresso da Igreja: “Quantas de nossas congregações estão quase vazias, com metade dos seus bancos, domingo após domingo? Quão numerosa é a multidão que jamais entrou na casa de Deus? Quantas igrejas têm culto de oração, no meio da semana, frutíferos e prósperos, cheio de cristãos? Onde está a fome das coisas espirituais?”

Eu penso que nós seres humanos em geral nos tornamos Orgulhos espiritualmente, Egocêntricos, Distraídos e Soberbos. Isso tem nos impedido de Refletirmos, de Perceberemos, de Admitirmos e de nos Voltarmos para Deus, através de Cristo!

E isso é uma pena, pois isso mudaria toda a nossa história e uma boa parcela, se não quase tudo, dos nossos dilemas e problemas!

Se há alguma esperança, acredito que esta está nas mãos dos verdadeiros servos e servas de Deus, que podem e devem fazer a diferença… a Começar consigo mesmo, por obedecer a palavra e a exortação do Senhor!

Se o meu POVO, que se chama pelo meu nome se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos; então, eu ouvirei do céus, perdoarei os seus pecados, e sararei a sua TERRA“. (2 Cr 7:14)

É sobre isso que o Livro de JOEL se refere também. Uma exortação a toda nação, especialmente aos Cristãos:

1. Reconhecimento (1:1-12)
2. Arrependimento e Quebrantamento (1:13-20)
3. Humildade e Retorno (2:12-17)
4. Restauração (2:18-27)
5. Avivamento (2:28-32)

Continua na próxima mensagem…

Publicado em Artigos | Deixe um comentário

O PRINCÍPIO DA PROVISÃO!

Por pr. Alex Oliveira

Certa musica muito cantada (Fill me Up!), diz: “Deus provê o fogo, e eu o sacrifício. Deus provê o Espírito e eu me abro por inteiro, Enche-me Deus, enche-me Deus, enche-me Deus…”. Gostaria de pegar o gancho desse louvor para propor-lhe um ensinamento e reflexão.

Esse louvor descreve duas situações que iremos explorar aqui nesse artigo/mensagem. Primeiro, fala “quase que perfeitamente” de um dos grandes princípios que Deus quer ensinar ao seu Povo. Segundo, aborda o desejo ardente nos corações de cada cristão. Todos nós queremos ser cheios, preenchidos, plenos: Da presença, da graça, do poder, da unção de Deus; do Espírito Santo. Todo ser humano deseja também plenitude de paz, alegria, refrigério! Ainda mais nos dias de hoje!

E sabemos que nosso Deus é um Deus que provê isso tudo, e muito mais! Sim, um dos nomes pelo qual Ele é largamente conhecido é JEOVÁ JIRÉ… Podemos dizer: O Deus da provisão!

Entretanto, o que diversas vezes nós seres humanos ignoramos, é o que Chamarei de Princípio da Cooperação na Provisão! Isso equivale a dizer nas palavras do Apóstolo Paulo: “Somos cooperadores de Deus” (1 Coríntios 3:5-9). Entenda… Na maioria das vezes Deus irá providenciar o milagre só após você manifestar ou providenciar o que Ele lhe pede (Seja lá o que for – Fé, Obediência, Recursos, etc.). Não que ele tenha sempre agido assim ou esteja limitado a agir assim! Mas, eu consigo enxergar esse padrão praticamente em toda a bíblia!

Por quê Ele age assim? A mim me parece claro!

Deus determinou e estabeleceu a “” como alicerce do relacionamento entre Ele e o seu Povo (Rm 1:17 | Gl 3:11 | Hb 10:38 | Hc 2:4). Mas, não, não me refiro a uma Fé Natural, Positivista em si mesma ou a Fé Materialista que Vemos por aí hoje em dia! Falo da “Fé Verdadeira”. A Fé que o escritor de Hebreus se refere no capítulo 11, versículo 6: “…sem a qual é impossível agradar a Deus”.

Esse tipo de Fé está vinculado à atitude! Fé que não é de boca, não é de muitas palavras, mas de atitude/ação que revela total Confiança e Submissão em Deus, em suas Palavras e em suas Promessas!

A “Fé verdadeira” nos tira da inércia, nos tira da acomodação, e nos faz cooperar de alguma forma! Compromisso, Obediência, Confiança, Perseverança, Sensibilidade, Entrega, Santidade, etc., fazem parte do pacote que podemos chamar de Fé Verdadeira! Essa é a Fé que agrada a Deus e que faz mover a sua mão Provedora! O livro de Tiago no capítulo 2:14-26 nos fala sobre ela.

Isso fica evidente em diversas passagens bíblicas, das quais veremos algumas agora:

1) Providenciando Respeito, Bolo e Água

Leia o Livro 1 Reis 17:7-15

– Se olharmos os versículos 9 e 12 isoladamente, certeza julgaríamos a intenção, motivação de Deus e do profeta. Os julgaríamos injustos, insensíveis para com aquela viúva pobre. Mas, se por um lado sua fé, obediência e confiança estavam sendo provados, por outro lado, um milagre já estava pronto para ser entregue a ela.

Pense no que aquela pobre viúva mais precisava naquela hora? Pense também no que ela precisava providenciar?

2) Providenciando obediência e vasilhas vazias

Agora leia 2 Reis 4:1-7.

Pense no que essa viúva e seus filhos mais precisavam? Pense no que eles precisavam providenciar?

**Note que, enquanto foram providenciadas “Vasilhas”, o azeite não parou de fluir. Gloria a Deus por sua fonte inesgotável de Graça e Misericórdia!

3) Providenciando quebrantamento e adoração

Em 2 Crônicas 20:16-24

Diante da iminente e aparente derrota, tudo o que Jeosafá e o povo precisavam fazer era descer para a batalha e ficarem parado, segundo a ordem do Senhor. Mas, fizeram mais que isso: desceram resolutos, cantando, adorando e confiando nas Palavras do Senhor. A providencia divina foi certa!

4) Providenciando Reparação do altar e sacrifício

Livro 1 Reis 18:21-24; 30-37

Vejam o ministério de Elias. Altamente estressante! Diante de um confronto com diversos adversário (mais de 850); de um povo que não se decidia se ia ou vinha, se adorava a Deus ou os Demônios. Momento derradeiro, hora de decisão… Será que o Senhor irá responder e mostrar ao Povo que existe um Deus zeloso?

Naquele exato momento o que mais o profeta precisava? Veja nos versículos o que Elias precisava providenciar como de fato o fez!

3) Coração Puro, Limpo e Contrito ao Senhor

Leia Livro de Atos 1:4-8; 2:1

Uma ordem de Jesus; uma condição; uma promessa!

O que mais os discípulos queriam e precisavam nesse momento? O que eles precisavam providenciar??

CONCLUSÃO

Citei algumas passagens, mas existem muito mais exemplos no Antigo e no Novo Testamento.

Por mais que fiquemos embaraçados, constrangidos, duvidosos com algumas coisas que o Senhor pede para os seus servos fazer… Simplesmente Faça! Entenda que, para Deus, não importa o tamanho e a dificuldade do que você tem que fazer…

~> Primeiro, porque ele não nos pediria para fazer nada que não pudéssemos cumprir

~> Segundo, porque sua palavra diz que: “Tudo é possível ao que crê”.

~> Terceiro, porque é o seu milagre que está em jogo

Falamos hoje sobre o Princípio da Cooperação, Provisão e Fé Verdadeira. Não ignore a parte que lhe cabe! As vezes Deus proverá; as vezes Deus irá nos prover; muitas vezes nós seremos de alguma forma a provisão!

O que você precisa fazer ou qual atitude você precisa tomar para que a mão de Deus se mova e o milagre aconteça?

Quando você providenciar a sua parte, Deus irá providenciar a d’Ele!

Que Deus o abençoe e direcione sua vida!

Publicado em Artigos, Esboços de Pregações | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

REATIVANDO E RETOMANDO SONHOS E PLANOS

Por Pr Alex Oliveira

Sinto fortemente em meu coração de falar novamente sobre este tema!

ESTEND~1 Meu desejo é que esta mensagem seja um canal de Deus para “ativar, ressuscitar e/ou fortalecer” os planos d’Ele em sua vida! Entretanto, permita-me te levar a um entendimento desta questão dentro da Palavra de Deus. Existe algumas coisas que você precisa saber antes de tudo! Portanto, pegue um papel, uma caneta, pegue sua bíblia e vamos lá…

Em outro artigo eu disse que o primeiro passo para a realização de sonhos e planos é Permitir-se Sonhar! Sim, pois nem todos se permitem sonhar. Talvez por medo de não alcançar; medo de se frustrar.

Muitos, por frustrações e decepções passadas, perderam a coragem ou ousadia para sonhar.

Entretanto, sabemos que ter coragem, ousadia e permitir a si mesmo sonhar não é suficiente para alcançar e realizar! Não é mesmo?

POR QUÊ?

  • Porque, de acordo com a vida – Nem tudo acontece como queremos! A experiência humana nos mostra claramente isso.
  • Por causa de quem somos – Somos filhos e servos do Senhor. Entregamos e Confiamos tudo a Ele. E, justamente por isso, mais do que para qualquer outro ser humano, as coisas não acontecerão como, nem quando, nem da forma que queremos.

Pensando de um ponto de vista meramente humano, essa realidade, a princípio, pode parecer uma grande desvantagem para nós cristãos, em relação às coisas e as pessoas do mundo, – que são, “aparentemente”, Livres. Mas, é apenas – e literalmente, uma vida de aparências!

Na “realidade”, as pessoas no mundo (lamentavelmente alguns cristãos também) estão presas as suas próprias concupiscências, desejos, ganancia, ambição desenfreada, ao ego, ao orgulho, ao status, a tecnologia, ao sistema mundano/pecaminoso (Conforme Efésios 2).

Entretanto, a vida dos que fizeram (verdadeiramente) uma aliança de entrega e confiança no/ao Senhor Jesus, não é Ditada por essas coisas acima, mas pela Palavra e vontade de Deus.

Todos nós queremos realizar o sonho/plano de uma vida Feliz, Próspera, Produtiva e de Realizações. Sim ou não?

Certamente que sim!

1358994521_sonhar Eu creio que, apesar dos pesares (nem tudo são flores), é possível alcançável uma vida assim; do contrário, não estaria escrito! Além disso creio e sei que é possível, pois tenho sido prova da benção de Deus sobre minha vida e a minha família!

Então, quero te ensinar ou relembrar alguns dos segredos de uma vida abundante assim! (Pegue sua Bíblia ou abra o site www.bibliaonline.com.br)

Antes de tudo, não me entenda mal… Não estou dizendo que tudo dará certo aos seu olhos; que não haverá aflições e perseguições – isso faz parte! Segundo, relembremos alguns Atributos de Deus: Criador; Tem todo Poder e Autoridade; seus planos ñ podem ser frustrados (Salmos 33:1-11).

 

  • VIDA FELIZ

– Tenha uma vida cristã genuína (santidade, contrição, confissão) = Salmo 32:1-11

– Coloque Deus em primeiro lugar e no centro da sua vida = Salmo 33:12

– Busque e Olhe sempre ao/para o Senhor = Salmo 34:4-6

– Faça do Senhor o seu refúgio e fortaleza = Salmo 34:8

 

  • VIDA PRÓSPERA (Leia todo o Salmo 37)

– Não inveje ninguém, especialmente o ímpio

– Confie no Senhor

– Alegre-se n’Ele

– Renda seus caminhos, planos e sonhos ao Senhor

– Descanse e aguarde com Paciência n’Ele

 

  • VIDA PRODUTIVA (Leia todo o Salmo 1)

– Não se aconselha com os ímpios (pessoas maldosas, de má índole, contrários a palavra do Senhor)

– Não imita os pecadores (seu modo de agir, de ser, de falar, caráter, etc)

– Não se junta aos escarnecedores

– Faz da Palavra de Deus o seu conselho e seu maior prazer

 

  • VIDA DE REALIZAÇÕES (Leia Josué 1:6-9)

– No entendimento destes versículos reside um dos maiores segredos para a realização de sonhos e planos, não de homens… Mas, os de Deus!

José, Davi, Salomão, Daniel, Jó, Ana e outros, entenderam estes segredos. Deus sempre nos dará muito mais do que estamos dispostos a dar à Ele!

 

CONCLUINDO…

Por mais maravilhoso que você, seu plano e sonhos sejam, você precisa aprender a “render-se e rendê-los” ao Senhor (Conforme Provérbios 16:1-3).

Leia e guarde o que Deus falou para Salomão (2 Cr 1:11,12) e o que Jesus disse a Pedro (Lc 18:28-30). Entenda também o princípio do que Elias (representando Deus) ensinou a viúva de Sarepta (1 Reis 17:13). Precisamos aprender Reciprocidade… Você tem os seus Planos, Deus tem os dele. Você tem os seus Projetos, Deus tem os dele.

Entregando os seus, Ele cumprirá os d’Ele e os seus! É o que nos ensina o Salmo 37 e Provérbios 16.

Teremos tudo de Deus, quando o tudo deste mundo for nada para nós”.

Leia mais aqui em baixo:

https://opoderdasescrituras.wordpress.com/2010/08/26/sonhando-os-sonhos-de-deus/?wref=tp

Publicado em Artigos, Esboços de Pregações | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A OVELHA, A DRACMA E O FILHO PERDIDOS

Conhecer e entender quem é Jesus (Mateus 16) nos dará uma maior compreensão do que Ele veio fazer aqui na terra. Por outro lado, compreender o que Ele veio fazer, bem como, toda a sua missão, nos levará a entender porque Ele agiu, fez, falou e ensinou certas coisas de certas maneiras. Quero falar hoje, de forma simples e clara, sobre o valor de uma pessoa!

1) A respeito de Jesus, o evangelho de Lucas 19:10 declara: “Pois o filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido”.

*** Mas, Quantos se perderam?

A bíblia diz que todos se perderam e se extraviaram da presença de Deus (Romanos 3:9-26)

*** Quem é o perdido?

Tecnicamente todos; mas na ótica de Jesus, o perdido que precisa ser encontrado e o doente que precisa ser curado é aquele que reconhece e se dispõe ou se abre para ser achado e curado. (Mateus 9:10)

*** Jesus percebeu que haviam dois grupos dentre “todos” os que se perderam:

Em um grupo, perdidos e doentes que não queriam ser encontrados e curados. E em outro grupo, igualmente perdidos e doentes, desprezados, desvalorizados, mas que reconheciam o seu estado e condição e se abriram para serem tocados, curados e achados e, portanto, receberam a transformação de suas vidas!

2) Em vista disto, no capítulo 15 do evangelho de Lucas, Jesus nos mostra através de parábolas (histórias – fictícias ou não), a importância e o valor que Deus atribui a uma pessoa; assim como, a alegria que Ele tem ao encontrar e resgatar uma!

*** A exemplo, o versículo 7 diz que há Festa no céu quando um pecador/perdido é resgatado. Você já imaginou a expectativa no céu pela sua vida ou de outra pessoa?

*** Imagina os anjos nos céus, como uma torcida que aguarda ansiosamente a cobrança de um penalty ou um jogador “arremessar” a bola no último segundo, o jogando estando empatado?

Assim, neste momento fundamental, os anjos aguardam a sua decisão/escolha de “tomar o caminho de volta”; de entregar a sua vida a Cristo e aceita-lo como Senho e Salvador!!

3) POR NÃO SABERMOS ou ignorarmos isto:

a) Por um lado, faz com que, como aconteceu como Jesus, os outros critiquem o posicionamento de quem sente a responsabilidade e faz de tudo para Buscar os Perdidos! (Lucas 15:1)

b) Faz com que tratemos com indiferença e insensibilidade as pessoas, especialmente as que não conhecemos ou não gostamos muito! (Mateus 9:10 – Mas, Jesus amava e valorizava a todos os perdidos e desprezados)

4) POR OUTRO LADO, compreender tudo isto, e ter sido um dia alvo do amor e da procura de Deus, faz com que, não só, valorizemos todos os seres humanos, como também, compartilhemos do mesmo sentimento, amor e alegria do Senhor em resgatar os perdidos!

5) As três histórias de Lucas 15 (Incentivo lhe a ler), de certa forma, contam a história de todos nós. De toda a humanidade! Todos nós fomos/somos Perdidos, filhos, os quais Deus deseja ansiosamente Reencontrar, Restaurar, Transformar, Salvar, etc.

O Pai, ao ver o filho (Pródigo), não olha o seu estado, as suas roupas, o seu cheiro ruim, e nem o que fez… Ele abraça, Ele beija e chama os seus servos a prepararem depressa uma festa, roupas novas, porque naquele momento aconteceu o maior Milagre – o do Arrependimento, o da Salvação e Restauração de uma Vida! Este grande Milagre acontece quando o perdido “cai em si”, decide arrepender-se e toma a atitude de voltar aos Braços do PAI.

Assim, o Pai Celestial, te espera para te encontrar!

CONCLUSÃO

Existe neste exato momento uma equipe de busca pelos Perdidos, espalhados por toda face da terra. Alguns já foram encontrados, aqueles que se deixaram encontrar. Este Blog mesmo é um instrumento que visa alcançar através das mensagens estes perdidos. Será você um deles??

Não sei como e nem porque você parou aqui pra Ler esta Mensagem, mas sei que Deus quer te encontrar, te curar e transformar a sua vida!

Existe nesta hora uma expectativa, uma torcida no céu e aqui pela sua escolha e decisão. A única coisa que pode impedir este milagre e esta festa é a sua NÃO decisão de voltar aos braços de DEUS (O que já é uma decisão)!

Alguém deseja produzir uma grande festa nos céus? Alguém deseja retornar aos braços do PAI?

Então, faça esta oração: “Deus, sei que tu existe, que me criastes, que desejas ardentemente me encontrar. Reconheço o meu estado, meus pecados, que preciso mudar de vida… por isto estou aqui! Perdoa-me todos os meu erros e transgressões, e me aceita de volta, me lava e me limpa, no sangue de Jesus… e em seu nome direcione a minha vida. Amém“.

Leia a bíblia e deixe Deus conduzir a sua vida!

Publicado em Esboços de Pregações | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

PRATICANDO O DESAPEGO

Já dizia, muito bem por sinal, o comercial da OLX… O desapego faz bem! O que vamos falar hoje é fundamental para que vocês possam viver tudo o que Deus tem para vossas vidas este ano e a partir deste.

Começo por compartilhar uma grande reflexão abaixo de Glória Hurtado:

“Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.  Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos; Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos que já se acabaram. As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas possam ir embora. Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: Diga a si mesmo que o que passou jamais voltará. Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo. Encerrando ciclos, não por causa do orgulho, por incapacidade ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais em sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Quando um dia você decidir a pôr um ponto final naquilo que já não te acrescenta que você esteja bem certo disso, para que possa ir em frente, ir embora de vez. Desapegar-se, é renovar votos de esperança de sí mesmo, é dar-se uma nova oportunidade de construir uma nova história melhor. Liberte-se de tudo aquilo que não tem te feito bem, daquilo que já não tem nenhum valor, e siga, siga novos rumos, desvende novos mundos. A vida não espera. O tempo não perdoa. E a esperança, é sempre a última a lhe deixar.

Então, recomece, desapegue-se! Ser livre, não tem preço!”

Será que Biblicamente e Espiritualmente podemos concordar com a Poetisa em alguns ou muitos aspectos? O que a bíblia tem a dizer sobre o desapego?

a) Praticar o desapego é importante desde que milhares de coisas querem grudar em nós, cativando nossa atenção, forças, vida, etc. A Bíblia nos ensina que há coisas, caminhos, circunstâncias e até pessoas que nos desviam dos nossos planos e objetivos (e dos de Deus também); e muitas vezes nos levam à morte em diversos aspectos, inclusive espiritual.

Tudo o que te aprisiona neste mundo é um risco para sua própria vida agora e no porvir (Mágoas, Tristezas, Decepções, Frustrações, Sofrimentos, Dinheiro, Riquezas, Bens, Vícios, Hábitos ruins, Tecnologia, etc).

** Jesus/ Paulo/ Pedro disseram, em outras palavras, a mesma coisa:Toda pessoa se torna escravo daquele/daquilo por quem é vencido” (João 8:34/ 2 Pedro 2:19/ Romanos 6:16)

** Provérbios 16:25, diz: “Há um caminho que parece direito ao homem, mas ao seu fim são os caminhos da morte”.

** 2 Coríntios 6:14, diz: “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?

b) Por isto, o desapego é tão importante porque algumas coisas tiram de nós o tempo e o espaço de outras coisas mais fundamentais em nossas vidas. Por isto Jesus disse:

** Lucas 9:57-62: E aconteceu que, indo eles pelo caminho, lhe disse um: Senhor, seguir-te-ei para onde quer que fores. E disse-lhe Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça. E disse a outro: Segue-me. Mas ele respondeu: Senhor, deixa que primeiro eu vá a enterrar meu pai. Mas Jesus lhe observou: Deixa aos mortos o enterrar os seus mortos; porém tu vai e anuncia o reino de Deus. Disse também outro: Senhor, eu te seguirei, mas deixa-me despedir primeiro dos que estão em minha casa. E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus”.

** Lucas 14:33, diz: “Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo

** Daniel 1:8, diz: “E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar

DESAPEGAR-SE NÃO É FÁCIL, MAS É NECESSÁRIO

a partir do momento que você mantém distancia do que você não quer, você se aproxima do que você quer” (André – Brainpower)

O que fazer?

1) Ser Liberto por Jesus >>> João 8:32, diz: “Se o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (Ele já fez isto na Cruz)

2) Cortar todos os pretextos >>> 1 Pedro 2:16, diz: “Considerando que sois livres, não useis a liberdade como pretexto para fazer o que é mal, mas vivei como servos de Deus

3) Controle-se firmemente >>> Romanos 6:12-14,16-22, diz: “Portanto, não permitais que o pecado domine vosso corpo mortal, forçando-vos a obedecerdes às suas vontades

4) Deteste o pecado >>> Romanos 12:9, diz: “Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem” (Não podemos amar mais o pecado do que Deus e suas coisas)

5) Permaneça Firme na Palavra >>> Gálatas 5:1,13, diz: “Foi para a liberdade que Cristo nos libertou! Portanto, permanecei firmes e não vos sujeiteis outra vez a um jugo de escravidão

6) Ande com o Espírito e Desenvolva seus Frutos >>> Gálatas 5:16-22: “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança”.

Publicado em Esboços de Pregações | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

SÉRIE REFLEXÕES DE 2016: “ABERTOS PARA BALANÇO”

Por Pr Alex Oliveira

Pois é! Chegamos mais uma vez a um final de Ano! Como sempre fazemos, dedicamos naturalmente um tempo para Refletir Sobre o período! Em nossa Comunidade, este ano, fomos direcionados pelo Espírito Santo a fazer uma Reflexão mais profunda. Por isto, destinamos todos os Domingos de Dezembro para Avaliar nosso Ano, individualmente e coletivamente! Aqui neste artigo, utilizo a metáfora/ditado da Contabilidade/Finanças para nos auxiliar em nossa reflexão. Deixarei aqui abaixo no Blog os Links dos Slides em PDF com as nossas “Reflexões sobre 2016”. Desejo que lhe sirva igualmente!

Mensagem 1 > Serie-reflexoes-2016-Abertos-para-Balanço?

Mensagem 2 > Serie-reflexoes-2016-O-que-foi-plantado-e-colhido?

Mensagem 3 > Serie-reflexoes-2016-De-onde-viemos?

Mensagem 4 > Serie-reflexoes-2016-Onde-chegamos?

Mensagem 5 > Serie-reflexoes-2016-Para-onde-iremos-e-o-que-faremos?

Quantos de nós já não ouvimos a expressão: “Fechado para Balanço”??

Muito bem! Mas, você sabe o que ela significa e qual a importância do ato por trás deste ditado?

fechado-balanco           balanco-1

Na contabilidade e no direito, a palavra “balanço” significa e decorre do equilíbrio ou da igualdade.

A expressão: “Fechado para Balanço”, como comumente nos referimos, em muito, faz referencia a uma Prática Contábil (Análise Demonstração Contábil) que visa analisar a situação econômico-financeira de uma Entidade/Empresa.

A intenção com esta prática é parar um dia ou um período para efetuar a análise e avaliação dos resultados da empresa ao final de um período determinado.

balanco

EXEMPLOS BALANÇO:

– Balanço Patrimonial = Demonstra o Equilíbrio e a Situação Patrimonial da Entidade (AT = PA + CP)

– Balança Comercial = Demonstra, Analisa, Mede o equilíbrio entre Importações e Exportações

PARTICULARIDADE LINGUAGEM CONTÁBIL

O intuito aqui não é dar uma aula de contabilidade, mas extrair metáforas e lições do dia-a-dia desta Ciência. E uma das realidades na Contabilidade é que ela se utiliza muito de períodos, nos quais, não se avança de um para outro período sem que o anterior seja “Fechado”. Por outro lado, um período só é fechado quando:

a) É completamente analisado;

b) É corrigida as distorções;

c) É extraída as informações e lições

ABERTO x FECHADO?

balanco-600x300               aberto-para-balano             duvida

 

Em contrapartida a expressão: “Fechado para Balanço”, devemos utilizar, de forma geral, a mesma prática em nossas vidas. Mas, com o perdão do trocadilho, espiritualmente precisamos estar “Abertos” (para Balanço). A intenção, porém, é a mesma:

– Parar;

– Abrir-se;

– Analisar-se;

– Refletir

– Reavaliar-se

Certa vez alguém disse: “Aprendemos a voar sobre a imensidão do céu e as profundezas do mar, mas ainda não sabemos viajar para dentro de nós mesmos”

Parece-nos fácil Analisar, Examinar, Julgar, Criticar, tudo e todos ao nosso redor; entretanto, falhamos muitas vezes em olhar para nós. Mas, a Bíblia nos ensina e exorta a fazer tudo isto primeiramente conosco. Senão, vejamos:

“Examina-me, Senhor, e prova-me; esquadrinha os meus rins e o meu coração”. (Salmos 26:2)

“Esquadrinhemos os nossos caminhos, e provemo-los, e voltemos para o Senhor”. (Lm 3:40)

“Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice… Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados”. (1 Co 11:28-31)

“Mas prove cada um a sua própria obra, e terá glória só em si mesmo, e não noutro”. (Gálatas 6:4)

“Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados”. (2 Co 13:5)

POR QUE SE EXAMINAR/ANALISAR?

Paulo nos exorta a examinar e julgar a nossa vida e a nossa fé, com o fim de avaliarmos o caminho que temos percorrido, para que não venhamos a nos desviar e, por fim, nos perder. Neste contexto, o Apóstolo, cita exemplos dos que, por talvez falharem em analisar e julgar a si mesmo, se perderam:

Paulo escreve a Filemon (1:24) e aos Colossenses (4:14) descrevendo Demas como seu cooperador e colaborador na obra. Já na carta a Timóteo (2 Tm 4:10) Paulo lamenta a vida de Demas afirmando que ele “amou o presente século”. O que teria levado um homem envolvido com a obra a amar o presente século e abandonar a fé?

Paulo exorta Timóteo a “conservar a fé e a boa consciência” (1 Tm 1:19). O apóstolo afirma nos versos seguintes que alguns, rejeitando a boa consciência, rejeitando uma consciência limpa, naufragaram na fé, abandonando o que criam. Entre esses, Paulo menciona Himeneu e Alexandre, que caíram da fé e depois perderem o rumo da vida.

Por fim, o que dizer de Judas Iscariotes que andou com o mestre durante três anos e meio de sua vida e depois de ter presenciado todas as obras, os milagres, as repreensões, as palavras de carinho, mesmo assim, traiu o Senhor por causa de lucros mundanos?

O que teria acontecido a Demas, Himeneu, Alexandre, Judas Iscariotes, ou melhor, o que teria faltado a eles? Teria lhes faltando um auto-exame e auto-julgamento?

CONCLUSÃO

A semelhança das Empresas e Entidades, neste final de ano, incentivo-lhe a parar e reservar alguns dias para efetuar uma Análise mais profunda e geral de sua vida. Assim como acontece na Contabilidade, não devemos avançar para outro período sem que “fechemos” o anterior, ou sejam, sem que antes analisemos, corrijamos e extraiamos as informações e lições de tal período.

E AÍ, QUEM ESTÁ ABERTO PARA BALANÇO?

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário