UMA MENSAGEM POR TRÁS DE CADA HISTÓRIA DE VIDA!

Por Pr Alex Oliveira

Por gentileza, Leia o Salmo 89 (Versículos 19 e 20).

Foi lendo e meditando nesses versículos que me fiz a seguinte pergunta: Por que a história de vida, com seus dilemas, problemas, erros e acertos, vitórias e derrotas de alguns homens e mulheres ficaram registrados na bíblia?

Já se fizeram essa pergunta antes?

Bem! Antes de refletirmos nessa questão, confesso que eu sou altamente suspeito para falar dessa questão. Isso porque sou muito fã de biografias, de filmes baseados em fatos reais, de História, etc. Não sei dizer claramente o porquê, mas, esses gêneros me prendem a atenção… Me deixa intrigado as circunstancias, as escolhas, as decisões, os dilemas e reviravoltas da história de vida de algumas pessoas. Assim, para mim, não é diferente também a história de vida dos personagens bíblicos.

Quando olhamos e estudamos a vida de alguns deles (ex: José, Moisés, Davi), a maioria de nós comete o grave erro de elevar e distanciar de nós e da nossa realidade o “ser” e a história de vida deles. Entretanto, NÃO devemos fazer isso… A bíblia não distancia eles de nós; pelo contrário, nos aproxima e nos iguala a eles, na condição de “seres humanos”, conforme nos mostra o livro de Tiago 5:17. como seres humanos que eram, eles:

  • Tinham fraquezas iguais as nossas (em alguns casos piores)
  • Tinham os mesmos temores e medos que temos
  • Passaram por grandes tentações como nós
  • Passaram por grandes provações como nós
  • Precisaram ser lapidados em seu caráter e personalidade como nós

(Acredito que se enquadre nessas características quaisquer pessoas/heróis que vocês possam se inspirar (pais, mães, amigos, pastores, etc)).

Todavia, cumpre-me dizer que se a vida desses homens e mulheres de Deus, dentro e fora da bíblia, são iguais na maioria dos aspectos citados acima, destaco um aspecto pelo qual, talvez, se possa DIFERENCIÁ-LOS de muitos de nós… E faço isso citando uma Palavra implícita no versículo 20 do salmo 89. Nesse versículo, Deus, diz: “Encontrei Davi…“. É interessante essa palavra, pois denota a procura de Deus por seres humanos (ainda que imperfeitos) com os quais possa se relacionar e que se disponha a cumprir os seus propósitos (Veja Evangelho de João 4:23). NÃO é fácil encontrá-los! Podemos concluir que Deus encontra Davi porque ele predispõe a si para ser encontrado.

Disponibilidade é UMA DAS características mais importantes que Deus procura no ser humano! Capacidade (ou a falta dela) nunca foi o problema; mas, a indisponibilidade sim! Certamente não adiantaria Capacidade, quebrantamento, se não houvesse Disponibilidade!

Existe uma coisa comum a todos os homens/mulheres de Deus? Todos eles estavam disponíveis para Deus! Disponíveis não apenas para adorá-lo, mas, também, para servi-lo!

Por fim, voltando a questão: Por qual razão suas histórias ficaram registradas?

Certamente, não apenas para que nos simpatizemos com eles e com suas histórias de vida! Deus deseja NÃO que você apenas simpatize, se emocione ou vibre com a história deles, mas que você capte a MENSAGEM D’ELE por trás da história de vida de cada um.

Pense em tudo o que passaram, como se relacionaram com Deus, o que abdicaram, o que enfrentaram e venceram, no que creram, suas virtudes e suas conquistas apesar de suas fraquezas, derrotas e pecados, etc!

Está aí um bom desafio que lhe proponho; quando pensar neles ou ler na bíblia sobre eles, pense:

  • Qual foi a Mensagem da Vida de José?
  • Qual foi a Mensagem da Vida de Moisés?
  • Qual foi a Mensagem da Vida de Davi?
  • Qual foi a Mensagem da Vida de Este?
  • Qual foi a Mensagem da Vida de Rute?
  • etc.

Ao final de tudo, Deus quer que a nossa história de vida sirva aos outros, da mesma forma como a história de vida desses homens nos serviu!

“SE DEUS FEZ NA VIDA DELE, PODE FAZER TAMBÉM NA MINHA E NA SUA!”

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

PARTE DE UM PLANO MAIOR (E MELHOR)

Por Pr Alex Oliveira.

Diz um famoso ditado: “As palavras convencem; os exemplos arrastam” (Desconheço o autor).

Não só concordo plenamente, como tendo a admitir que o entendimento por trás do ditado é bíblico. Isso por que acredito, pelas Escrituras Sagradas, que Deus determinou que os exemplos tivessem mais poder do que as palavras.

Nesse sentido, como não se sentir arrastado e inspirado com a vida dos grandes homens e mulheres de Deus, dentro e fora da bíblia? Débora, Ana, Daniel, José, Moisés, etc…

Olhando bem para a vida de Moisés (em Êxodo) podemos perceber como a VIDA DELE FAZIA PARTE DE UM PLANO MAIOR (E CERTAMENTE, MELHOR); MAIOR ATÉ MESMO DO QUE A VIDA DELE INDIVIDUALMENTE!

Ao ler os livros que contam a história de Moisés, podemos ser tentados a achar que sua vida só começou a ter Importância, Impacto e Relevância após ele fazer o que fez, e liderar o povo de Israel, pelo poder de Deus, à Libertação da Escravidão no Egito. Entretanto, não foi assim. Permita-me destacar alguns pontos que não podemos esquecer:

a) O plano de Deus na vida dele foi elaborado antes mesmo dele nascer. De fato, Moisés nasceu para e por causa do propósito. O livro de João 1:12,13 refere-se a um tipo de pessoa que NÃO nasceu segundo a vontade da carne. Acredito que Moisés era um desses!

b) Vemos Deus guardando e preparando Moisés, desde o nascimento, para o cumprimento do propósito e do plano de Deus (Êxodo 1:8-14).

c) Embora triste, podemos claramente enxergar que, apesar de tudo, Moisés viveu boa parte da sua vida sem se dar conta dos Planos de Deus.

d) Todavia, chegou um momento em sua vida que ele se conscientizou que Deus, tinha um propósito grande para sua vida… e que ela fazia parte de algo maior, de um plano maior!

e) Apesar de ter se conscientizado, Moisés precisava aprender muitas coisas (e desaprender outras coisas mais). No entanto, ignorando a forma de Deus, Moisés quis agir por conta própria, de acordo com sua própria força e inteligência, pelo que isso lhe trouxe consequências ruins. Devido a isso, teve que fugir para o Deserto (a fornalha e escola de Deus). Lá foi que, por 40 anos, Deus forjou e preparou o seu caráter para ser quem foi, e cumprir o seu propósito de vida!

Esse é um breve relato da vida de Moisés; porém, se reparar bem (e eu acredito nisso), sua vida se assemelha a dele, talvez, não na proeminência e na grandeza da tarefa, mas, certamente no fato de que você faz parte de Algo maior… A sua vida não se trata SOMENTE de você e sua família; existem muito mais coisas e gente envolvida… Você tem uma responsabilidade perante Deus! Assim como foi com Moisés, Deus também tem um grande propósito para você… Esse propósito é maior  que você mesmo… Deus quer lhe usar para libertar, levar esperança, refrigério para outras pessoas, assim como Ele fez com o seu servo Moisés!

Para Refletir: “Pessoas que cumprem seu propósito e missão são pessoas que entendem que o Propósito e a Missão são maiores que elas mesmas” (John Maxwell).

Espero que Deus tenha tocado o teu coração e oro para que o Espírito Santo lhe conduza ao cumprimento do propósito d’Ele em sua vida!

Um grande abraço!

Publicado em Artigos | Marcado com , , | Deixe um comentário

Nem tudo que tem Valor, tem Preço – Reflexão Importante!

Por Pr Alex Souza

A propaganda famosa já dizia: “Certas coisas não tem preço”.

Entretanto, Veja, não é porque algo não tem preço, que não tem valor. Pelo contrário, é justamente por ter muito valor que certas coisas não têm preço! É pela dificuldade de entender essa verdade que acabamos por confundir o “Valor” com “Preço”.

Satanás que é o grande promotor e influenciador desse mundo tem proposto diariamente aos seres humanos atribuir ou colocar preço nas coisas (Como diz a musica: “Todo dia as propostas vem, me chama”). Às vezes não nos atentamos as estratégias do inimigo e acabamos “caindo nas tentações e propostas”.

O problema em atribuir “preço” nas coisas é que, inconscientemente, quando assim fazemos, tornamos essas coisas negociáveis; em outras palavras, estamos nos dispondo, voluntária ou involuntariamente, a Negocia-las. Não devemos precificar ou negociar aquilo que não é passível de tal! Não podemos esquecer que “Certas coisas na nossa vida são Inegociáveis”!

É pela falta dessa noção que muitas pessoas, inclusive cristãos, têm negociado com o mundo, e por consequência, perdido a sua herança em Deus! Quantos estão negociando as coisas mais importantes da vida por Dinheiro, Riquezas, Famas, Prazeres, Integridade, etc?

Agora, temos na bíblia um simples exemplo de um homem que sabia dessa verdade e por isso não se dispôs as negociar aquilo que sabia/entendia que não tinha preço:

Disse Acabe a Nabote: Dá-me a tua vinha, para que me sirva de horta, pois está perto, ao lado da minha casa. Dar-te-ei por ela outra, melhor; ou, se for do teu agrado, dar-te-ei em dinheiro o que ela vale. Porém Nabote disse a Acabe: Guarde-me o Senhor de que eu dê a herança de meus pais”. 1 Reis 21:2,3

A despeito do que sabemos o que aconteceu posteriormente, está aí um homem que honrava e valorizava sua história, a sua herança e os esforços de seus antepassados! Mais do que NÃO vender a sua herança, não vendeu a si mesmo, nem negociou seus valores! Uma lição para nós!

Portanto e por fim, NÃO abra mão e nem negocie:

– Seu relacionamento com Deus.

– Sua salvação.

– Os Mandamentos e Princípios de Deus.

– A Palavra de Deus.

– A Sua Família.

– Sua Paz, alegria e vida em Jesus

– etc.

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

O EXERCÍCIO DA LIBERDADE

Por Pr Alex Souza

Paulo diz aos Gálatas e a nós: “Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão“. (Gálatas 5:1)

Ele também diz aos Coríntios (e também a nós): “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma”. (1 Coríntios 6:12)

Antes de minha proposição, convém dizer que, direta ou indiretamente, eu já ministrei nesse tema três vezes em menos de um ano. Então questionei-me do porquê de eu estar novamente abordando esse tema. A resposta é que há a necessidade de falarmos mais de uma vez sobre assuntos importantes para que não os esqueçamos, para que os pratiquemos. E isso porque a nossa carne (natureza pecaminosa instalada em nós) é incorrigivelmente tendenciosa as coisas dessa terra… E porque todo dia incansavelmente as coisas desse mundo e satanás querem nos aprisionar. Fato! O intuito de muitas coisas no mundo, apesar da possível utilidade e aparente inocência, é escravizar-nos, distrair-nos, desfocar-nos do nosso alvo, paralisar-nos!

É urgente que voltemos a entender, como Paulo disse: “Todas as coisas me são lícitas, mas eu não devo me deixar dominar por nenhuma delas“. Acredito que Paulo disse isso não como uma concessão ou permissão para pecar, mas por entender que somos livres… ninguém nos obrigará a nada! Entretanto, como ele nos exorta em outra passagem: “Não useis então a liberdade para dar ocasião a carne” (Gálatas 5:13)

Algumas dessas coisas as quais adolescentes, jovens, velhos e até crianças estão aprisionados, são: Celular, televisão, facebook, instagram, watzapp, trabalho, séries, filmes, netflix, desanimo, depressão, tristeza, lazer, bebida, comida, dinheiro, bens materiais, etc.

“TUDO isso nos é permitido, mas…” . Vejam a ênfase na última parte do versículo 12: “Mas… Porém… Apesar… Contudo… Todavia… Entretanto… Não me deixarei dominar por nenhuma delas”. Entendamos que tudo isso (exemplos acima) em excesso/demasia nos escravizam, impedem nosso progresso e nos rouba o tempo das melhores coisas da vida: Tua família, Seus amigos e irmãos, Presença de Deus, tempo de Oração, tempo de Meditação na Palavra, a Leitura de um bom livro, o aprendizado de novas habilidades, etc.

Há algo na sua vida, por esses dias, que você precisa se desvencilhar como se fosse um peso, uma bagagem extra, desnecessários, que tem impedido ou dificultado a sua caminhada?

Um bom teste a se fazer para saber se estas sendo dominado por algo é se perguntar: Dos exemplos citados acima, quais deles eu CONSEGUIRIA e TROCARIA sem grandes esforços pela: Presença de Deus, pela oração, pela palavra de Deus, para estar com a minha família?

Seja sincero na resposta! Será que haverá coerência entre a minha resposta e o que de fato tem acontecido? Se quiser ir além, pergunte aos seus familiares, aos amigos mais próximos qual seria a resposta!

Acredito em duas formas de se Lutar e Vencer aquilo que te aprisiona:

1) Ir a Jesus e entregar a sua vida a Ele, como Senhor e Salvador (Mt 11:28 / Rm 10:8-10).

2) Enfraquecendo a carne e fortalecendo o espírito através de Jejuns, Propósitos e Oração.

3) Refletindo de tempos em tempos como anda a sua liberdade e, se necessário, voltando aos passos anteriores.

Assim, vocês estarão Praticando e Fazendo Manutenção da vossa Liberdade. E lembrem-se: “Para a Liberdade foi que Cristo nos libertou“.

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

O Processo seletivo do Céu

Por Alex Souza

Disse Jesus: “… Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos”. (Mateus 20:16b)

Quando me converti, intrigado sempre me perguntava o que significava e quem eram esses escolhidos! Certamente há margem para outras interpretações, mas, essa semana quando me veio essa palavra novamente, pensei em qual metáfora ou figura de linguagem eu poderia utilizar para lhes explicar a importância e as implicações dessa frase de Jesus.

A metáfora mais adequada que encontrei é a de um “Processo Seletivo ou Entrevista de Emprego”. Quem nunca passou por ao menos um Processo Seletivo/Entrevista de emprego durante sua vida? Que reflexões nós podemos extrair dessa realidade e exigência atual? Reflitemos!

Antes, porém, vejamos algumas informações básicas e importantes sobre o mercado de trabalho atualmente que nos ajudarão a entender um pouco da realidade de uma entrevista de emprego ou processo seletivo.

  1. Atualmente temos quase 14 milhões de desempregados no Brasil. (Eu a pouco fui um).
  2. A multidão de concorrentes é muito grande, o que diminui as possibilidades.
  3. Igualmente, devido a multidão de concorrentes o salário oferecido também diminui.
  4. Pelos mesmos motivos a qualificação exigida aumenta bastante.
  5. O processo seletivo em geral tem sido bem mais rigoroso.

Apesar dessa triste realidade, incentivo a todos a orar, aguardar e confiar no Senhor, continuar fazendo sua parte, procurando, se desafiando, saindo da zona de conforto. No tempo certo a oportunidade virá as portas ser abrirão! Meu desejo e minha oração!

Voltando porém, o que é que tem a ver o que Jesus disse em Mt 20:16b / 22:14 com a realidade de um Processo Seletivo? Vejam que interessante:

1) Assim como em um Processo Seletivo Profissional, os pretendentes a súditos do Reino de Deus  “são chamados” (Muitos) a participar do Processo?

A bíblia nos ensina em todo o NT que a vida cristã nessa terra é um Processo e Preparação de transformação, santidade, serviço, para a consumação da salvação e da entrada no reino celestial após essa vida! (Fp 1:6 / 2:12).

2) Assim como em um Processo Seletivo Profissional, no Reino de Deus, alguns recusam o convite ao “processo”?

Recusar o convite a um Processo Seletivo é talvez perder a Possibilidade de uma Grande Oportunidade. E certamente, quanto ao Reino de Deus, a recusa em participar do Processo de Salvação é a perda da Maior de Todas as Oportunidades! (Mt 11:28/ 25:34/ Mt 22:1-8).

3) Assim como em um Processo Seletivo Profissional, no Reino de Deus, muitos ignorando a boa etiqueta, chegam atrasados!

Com certeza uma das gafes mais intoleradas em processo seletivo/entrevista de emprego é o atraso no mesmo. Os consultores e analistas na função declaram: Saia mais cedo de casa e não se atrase – Evite! O que nos ensina a parábola das dez virgens (Mt 25:1-12)? Organize-se, Vigie para não “atrasar/faltar” naquele Grande Dia da chegada do noivo, sob pena de ficar de fora do Reino de Deus/dos Céus!

4) Assim como em um Processo Seletivo Profissional, no Reino de Deus, Muitos são desqualificados.

Os desqualificados são aqueles que ñ se prepararam ou que ñ atendem aos requisitos do Processo ou da Oportunidade! Alguém em sã consciência ousaria a ir a uma entrevista de emprego despreparado, sem saber o que quer, sem saber o mínimo dos requisitos ou da empresa, ou mesmo sem a roupa adequada? Assim como os consultores e analistas no processo nos advertem, assim também o profeta Amós já dizia: “Prepara-te, oh Israel, para encontrares com o teu Deus” (Amós 4:12). Ao estudar com calma as parábolas de Jesus em Mateus 25, podemos perceber que “Prontidão e Preparação” são as palavras chaves na volta do Senhor.

5) Assim como em um Processo Seletivo, no Reino de Deus  Nenhum dos chamados é perfeito.

O Recrutador profissional sabe que não há candidato perfeito, mas sim o adequado! E o que torna um candidato adequado na opinião de vocês?? Em minha opinião, acredito que certamente incluem características e virtudes como: Atitude e Pensamento corretos, Compromisso com o desenvolvimento/aperfeiçoamento, etc! Assim também creio que para um candidato a súdito/cidadão do Reino dos Céus.

6) Por fim, assim como em um Processo Seletivo, no Reino de Deus – Embora muitos sejam “chamados… poucos são escolhidos”!

Devemos ter em mente que, assim como em um processo seletivo, o escolhido é aquele que melhor se adequou ao “Processo Seletivo profissional”. No ambito espiritual do Reino de Deus, a escolha não se dá por simples preferência de um em detrimento de outro, como fazem os seres humanos, mas por causa e devido a atitude de uns, que são mais adequadas e corretas do que de outros. Deus não faz acepção de pessoas, mas faz acepção de atitude; especialmente, se a atitude condiz com suas Palavras e ensinamentos!

Acredito que Deus tenha escolhido alguns para algumas tarefas específicas; mas, quanto a consumação da salvação,  é a atitude, escolhas e decisões em concordância com a vontade e palavra de Deus que torna alguém escolhido ou apto a entrar no Reino dos Céus!

Que você tenha e continue tendo uma boa Reflexão!

Paz e Bem pra ti!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

DEVEMOS SER A RESPOSTA AO MUNDO! (Um Chamado)

Por Pr Alex Oliveira.

Leitura Inicial: “E o Espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e tornar-te-ás um outro homem. E há de ser que, quando estes sinais te vierem, faze o que achar a tua mão, porque Deus é contigo” (1 Samuel 10:6,7)

Há um bom tempo tenho ouvido pregadores e cantores ditarem em suas mensagens e musicas a frase: “A Igreja é a resposta às nações“. Por esses dias, o Espírito Santo trouxe em minha mente e coração essa frase! Resolvi meditar e trazer essa reflexão para vocês! Prepare-se, usaremos diversos textos bíblicos para entender o que está no coração de Deus!

Antes porém, pensemos: O que é uma resposta se não a consequência de uma pergunta? A resposta é o resultado da procura/do questionamento! De fato, a bíblia nos dá entender que Jesus é a Resposta e, como seus discípulos, imitadores e ministros, NÓS temos/somos a resposta (Lógico não em nós mesmos).

Mateus 5:13 > “Jesus diz que somos sal e luz“… agentes importantes e necessários nesse mundo (sistema pecaminoso), sobretudo, por ser um mundo sem sabor, sem tempero e sem a luz de Deus. Podemos e devemos fazer a diferença!

João 17:15-19 > “Jesus roga ao Pai que não nos tire do mundo; mas, que nos livre do maligno…“. Isso porque o lugar de fazer a diferença e de ser resposta é aqui nessa terra. Por isso e para isso estamos aqui! Jesus disse: “eu os escolhi e capacitei” (Jo 15:16); “eu os enviei” (Jo 17:18b) para fazerem a Diferença, para serem e darem a Resposta!

Isaías 60:1-3 > “… a escuridão cobre a terra, densas trevas envolvem os povos, mas sobre você raia o Senhor“. Pergunto: Por que “os povos vem“? Elas vem porque, primeiro estão em trevas; segundo porque vêem a diferença. Vejam, pela Palavra, não só temos, somos a Luz, uma vez que a Luz do Senhor está em nós.

Quais são as perguntas, que questionamentos que o mundo/as pessoas estão fazendo para as quais Deus constituiu a Cristo (e a nós) como Resposta?

– Existe Deus?

– Onde está Deus?

– Será que existe esperança?

– Será que existe possibilidade?

– Será que ainda posso confiar nas pessoas?

– Será que alguém se importa comigo?

– Será que as coisas podem mudar e serem diferentes?

Se você parar para pensar verá que algumas perguntas são SILENCIOSAS, e que estão sendo feitas SEM PALAVRAS!

Estava lendo em um artigo hoje e dizia: “Nós fomos escolhidos não apenas para viver uns poucos anos aqui nessa terra e depois ir para o céu. Não; nós temos uma missão

Entretanto, se você tem se limitado apenas ao que tem Visto e Ouvido e não tem vivido pela FÉ, me escute: É TEMPO DE SE APEGAR A PALAVRA E AO SENHOR… Pois muitos não aguentarão conviver como Cristãos nesse mundo daqui em diante.

Você tem cuidado e prestado a atenção naquilo que te sustenta (a Fé)? Você sente a sua vida espiritual e a sua Fé enfraquecendo da mesma forma que o seu corpo físico quando não tem uma boa alimentação?

A Palavra e a FÉ são o combustível para nossa caminhada e esperança nessa terra. Olhando para o Mundo com os olhos humanos não há mais jeito, nunca haverá possibilidades… É só pela FÉ que podemos enxergar o invisível e ver as possibilidades!

Temos uma responsabilidade para com as pessoas, especialmente os necessitados; com o nosso Senhor que nos capacita e nos comissiona – a quem temos de Prestar Contas um dia.

Leia também: Provérbios 21:13, Deuteronômio 15:11, Salmo 41:1

CONCLUSÃO

Deus quer nos fazer Resposta para este Mundo. Abrão, José, Moisés, Josué, Samuel, Davi e tantos outros foram Resposta de Deus para suas respectivas gerações. Onde estão aqueles que querem ser resposta para os dias maus de hoje?

Quantos gostariam de falar e fazer mais pelos necessitados e para o Senhor, mas se sentem ou de fato tem sido impedido? Ou tem se sentido incapacitado por situações, coisas ou por falta de habilidades?

Clamo ao Senhor pelo Espírito Santo que te visite nesse momento e te unja, revista e capacite! Assim oro e assim creio, em nome de Jesus! Amém!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A SABEDORIA DAS ESTAÇÕES E DAS ÁRVORES

Por Pr Alex Oliveira

Diz o Salmo 19:1-6Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite. Não há linguagem nem fala onde não se ouça a sua voz. A sua linha se estende por toda a terra, e as suas palavras até ao fim do mundo. Neles pôs uma tenda para o sol…”.

É inegável e bíblico que: Os céus, o firmamento e a natureza declaram a glória, a grandeza e a sabedoria de Deus. Tendo em vista isso, gostaria de propor uma reflexão: O que podemos aprender com as estações e fases do ano e com as árvores?

1º. As árvores sabem que a vida é feita de ciclos, estações e fases (Ec 3:1,2). Na maioria das vezes talvez elas não gostem de algumas fases, mas elas sabem que são inevitáveis e até importantes todas elas. (Jr 17:8).

2º. As árvores sabem que todos esses ciclos ou fases são passageiros e tem um limite imposto pelo próprio Deus; portanto, não se deixam levar pelo momento, pois sabem que tudo passa, inevitavelmente. Fases boas ou ruins passam! É sábio, portanto, saber viver e não desprezar cada uma. (Jó 38 / Sl 104).

3º. As árvores sabem que não devem julgar os outros e as coisas pela aparência ou pela fase que estão passando. Se julgarmos a aparência de alguém no inverno, podemos facilmente ficar confundidos com a beleza desse mesmo alguém na primavera ou no verão. (Jo 7:24).

4º. As árvores sabem que sua única forma de sobrevivência é se mantendo atentas e preparadas. Elas superam até mesmo as piores fases com determinação de causar inveja a muitos humanos (Js 1).

5º. As árvores sabendo tudo isso, dão tudo de si e extraem o melhor de cada fase e decidem confiar no limite, na grandeza, bondade de Deus, em cada fase ou ciclo que elas, inevitavelmente, tem de passar. E mais que isso, algumas dessas árvores, apesar dos pesares, permanecem dando fruto o ano todo!!

CONCLUSÃO

O salmo 1:1-4 e Jeremias 17:5-8 não só nos dão detalhes do que acontece, mas, também, como as árvores agem em meios as adversidades que elas são sujeitas pelas estações, ciclos e fases da vida. Assim também, as mesmas passagens bíblicas, comparam os justos com essas árvores!

Fica a dica!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Doar, Honrar e agradar a DEUS – A essência do Sacríficio

Disse o Senhor: “… Ninguém apareça diante de mim de mãos vazias” (Êx 23:15b)

Quantos já ouviram falar dos sacrifícios do Antigo testamento? Moisés foi instruído a organizar, ensinar e orientar ao povo sobre eles.

Sem me alongar tanto na explicação, os sacrifícios no A.T. tinham diversos aspectos e objetivos. Eles consistiam em oferendas à Deus – “de acordo com sua orientação expressa nas escrituras“. Não eram feitos de qualquer coisa ou de qualquer maneira. Embora a dedicação das ofertas fossem para Deus, parte da oferta servia de alimento para os sacerdotes, levitas, e necessitados em geral (Maiores informações nos livros de Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio). Diversos eram os motivos e a finalidade: Agradecimento, adoração, pedido de perdão, etc.

E não é só no Antigo Testamento que vemos essa abordagem; no Novo Testamento encontramos a expansão do significado e essência dos Sacrifícios/Ofertas:

  • Sacrifícios de animais por culpa ou voto – (Rm 6:23 / Gn 3: / Lv 22:17-20)
  • Sacrifícios de Louvor e Adoração (Hb 13:15,16)
  • Sacrifícios “Vivo” – pensou que só fosse morto!? (Rm 12:1)

O aspecto mais importante e interessante dos sacrifícios é a sua essência e o que eles representam; o que veio a se perder com o tempo. Com a perda da essência desses, o que resta é mera cerimônia religiosa, ato vazio e mecânico de significado – O que, certamente, não agrada a Deus!

Poucos ao longo do tempo Compreenderam a importância, o significado e a essência do Sacrifício. Davi e Abel foram dois desses poucos.

A geração ICABODE (Da qual falei no artigo anterior – vale a pena) que não tinha compromisso com Deus, que zombava dos princípios e dos sacrifícios de Deus, foi a geração que antecedeu a geração de Davi. O que Davi fez em meio a uma geração sem a essência e presença de Deus?? Foi justamente resgatar isso!

No livro de 1 Crônicas 21 as Escrituras nos contam um episódio pelo qual podemos entender o quão profundamente Davi compreendeu o sacrifício e o relacionamento com Deus. Quando Ornã ofereceu ao rei os bois de graça para sacrificar ao Senhor, ele estava honrando a Davi. Mas, Davi devolveu a honra a Ornã e muito mais ainda honrou a Deus. Disse: “Não! respondeu Davi.  Quero comprá-lo pelo seu inteiro valor em dinheiro; não tomarei o que te pertence para dar ao Senhor, e não oferecerei um holocausto que não me custe nada“.

Em mundo onde não existe mais honra e respeito, e no qual todos querem apenas facilidades – Honrar quem tem que ser honrado e Pagar o preço devido a cada coisa, deveria ser o exemplo a ser seguido!

Ao ler um Dicionário qualquer, podemos concluir que Sacrifício é: “Um ritual religioso que se caracteriza pela imolação real ou simbólica de uma vítima; Pessoa ou coisa sacrificada; Renúncia voluntária ou privação voluntária por razões religiosas, morais ou práticas“.

Entretanto, é lendo a Palavra de Deus que podemos compreender o que Sacrifício é em sua essência: Uma Oferta valiosa, um Presente Solene, uma dádiva ou honraria, algo que te custe, e que é dedicado a Deus com o intuito de honrar, agradar e obter o seu favor.

Foi assim que Abel e sua oferta foram aceitos por Deus (Hebreus 6). Certamente, o diferencial em Abel foi a essência da oferta/sacrifício, do prazer de estar perante ao Senhor e a sua atitude (Gn 4:2-10).

É assim que também podemos ver a diferença entre o Sacrifício de Davi (1 Crônica 21:23b) e o Sacrifício de Saul (1 Sm 15:9-24 – sacrifício vão, vazio, nulo, que não valem nada).

Foi assim, por fim, que Jesus ofereceu o maior dos sacrifícios (pela humanidade), não com animais, mas mediante seu próprio corpo – Morreu por nós, para que tivéssemos vida com abundância (Hebreus 7:25-28 / 9:1-28 / João 10:10b).

Deixemo-nos, portanto, nos inspirar pela vida e pela essência desses grandes homens de Deus e pelo autor e consumador da nossa Fé – JESUS CRISTO.

E lembre-se que quando:

  • Você decide pagar o preço, está agradando e honrando a Deus
  • Você se dedica/se compromete, está agradando e honrando a Deus
  • Você oferta e dizima, está agradando e honrando a Deus
  • Você lê a bíblia e ora, está agradando e honrando a Deus
  • Você persevera, está agradando e honrando a Deus
  • Você ouve o Espírito Santo, está agradando e honrando a Deus
  • Você obedece a palavra de Deus, agradando e honrando a Deus
Publicado em Artigos | Deixe um comentário

GERAÇÕES ICABODES!

Sugiro que você leia pelo menos os 5 primeiros capítulos do Livro 1 Samuel, especialmente o capítulo 4, para ter um melhor entendimento do que estaremos falando aqui.

Para quem não sabe, ICABODE é uma expressão que significa: “Foi-se a Glória”. Ela foi dita pela nora do sacerdote Eli, quando soube da morte do seu marido e o que havia acontecido com a Arca da Aliança. Ela sabia muito bem o que significava perder a Arca. Essa triste história talvez lance luz sobre a história de nossos dias, da nossa Geração. Oro para que haja esperança para nós, como houve para aqueles dias.

Geração Icabode foi “a geração que perdeu a Arca da Aliança, que afastou a Presença e a Glória do Deus de Israel”. Não é coincidência que vejamos em nosso tempo as mesmas características e acontecimentos dessa Geração infame. Por assim dizer, essa geração iniciou quando a Geração de Josué e os anciões de seu tempo morreram. O livro de Juízes 2 diz que, após Josué e os Anciãos, se levantou uma “Nova geração” que não conhecia ao Senhor, nem os seus feitos! E essa geração começou a fazer o que era “mal” aos olhos do Senhor. Após um período inconstante para o povo de Deus (época dos juízes), vemos o auge da Geração que pode ser conhecida como ICABODE – tendo como expoentes de mau exemplo Hofni e Finéias, filhos do sacerdote Eli.

  • É assustador ver os erros da História sendo repetidos. Edmund Burke disse: “Um povo que não conhece a sua história, está fadado a repeti-la”. Com certeza o filósofo referia-se aos erros cometidos.
  • Assustador também é ver aqueles que vivem em meio a esta geração não perceberem que a presença e a glória do Senhor está “indo ou já se foi”.
  • Agora, mais assustador ainda é que, alguns percebendo, não se incomodem e não façam algo para mudar as circunstâncias e a história.

Falei um pouco sobre essa questão em 2011 (Clique Aqui para Ler), mas cabe complementar aqui… Acho muito intrigante o detalhe no livro de 1 SAMUEL 3:1-4 que diz: “Antes que a lâmpada de Deus apagasse, o Senhor chamou a Samuel”. É como se escritor quisesse dizer-nos: “Antes que fosse tarde demais”. Fico pensando se Samuel não quisesse ou não pudesse ouvir. O mais intrigante é imaginar se Samuel não existisse; se Ana tivesse desistido de ano após ano subir a Siló para clamar a Deus por um milagre, um filho… Se Ana, em recebendo seu milagre/filho, não tivesse disposta a “devolvê-lo” ao Senhor!! Fico realmente pensativo em relação a isso!!

Penso que, não é tarde demais, se Deus encontrar aqueles a quem ele está procurando, em cada Geração:

  • SAMUEL’s – Alguém que lhe dê ouvidos; alguém que atenda ao seu chamado; alguém que se disponha a ser e a fazer a diferença…
  • DAVI’s – Alguém disposto a pagar o preço para fazer a vontade d’Ele; para restaurar e trazer a sua presença de volta…
  • MULHERES SAMARITANAS – Alguém que seja verdadeiro, apesar de tantos problemas. Alguém disposto a Adorar e a Viver em Espírito e em Verdade. Alguém disposto a viver e testemunhar a transformação de sua vida
  • DISCIPULOS – Que se interessem pelo Senhor; que o apoiem; que tenham o mesmo sentimento, que deem continuidade o que JESUS iniciou…

Deus ainda procura… Resta saber se há alguém que queira ser achado… alguém que queira se dispor a “ser e a fazer aquilo que agrade a Deus”. Você pode ser uma das esperanças para essa Geração.

É você um dos tais?? Então diga: Eis-me aqui Senhor, em nome de Jesus!

Eu digo: AMÉM!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , | 3 Comentários

A IGREJA QUE QUEREMOS SER

Olá meus amigos e amigas, gostaria de compartilhar com vocês o tema e mensagem ministrado no culto de 4 anos da CCFF. Acredito que essa mensagem servirá para a Igreja e para ti, tanto no âmbito individual, como no coletivo. Boa reflexão!

Mensagem domingo 22/04/2018

Certo pastor, amigo meu, me disse uma vez: “Determinados temas e pregações precisam ser abordados todos os anos”. Bem, tomando o conselho dele nesse dia, vale lembrar também o que Paulo disse na Carta aos Filipenses 3:1 “… não me canso de lhes escrever as mesmas coisas, e é uma segurança para vocês….

O que falaremos hoje não é novidade, mas, é um lembrete Importante e Necessário!

Prestes a completar 4 anos de história, sendo 2 aqui no Bairro Olímpico. O que proponho nessa noite é que Examinemos e Reflitamos brevemente em nossa história (Pense em sua história). Por que?

Porque aprender com o nosso passado e trajetória é o que irá fazer com que avancemos assertivamente em direção ao alvo. Veja, eu disse: “Aprender”! Não apenas “conhecer”, mas ter uma disposição/atitude de extrair reflexão e lição do passado, a fim de não cometer os mesmos erros, e poder efetuar ajustes necessários na caminhada (Já ouviu falar da famosa frase do Filósofo Edmund Burke? – Pesquise!). Pense:

  • O que mudou em sua vida, na Igreja do Senhor – nos últimos 4 anos?
  • Somos os mesmos? Fazemos as mesmas coisas?

Certamente, se não ouve mudanças, é porque algo não está ou não saiu tão bem!

O grande treinador americano Lou Holtz, disse de sua equipe: “Não estamos onde queremos estar; tampouco onde deveríamos estar; mas graças a Deus não estamos onde costumávamos estar”. Houve progresso; talvez, não o desejado, mas houve! Será que nós podemos dizer o mesmo que ele, de nós e nossa igreja?

Existe a necessidade de abordar e refletir sobre o mesmo assunto porque, como John Maxwell diz: “Nem todos os que começam conosco, terminam”. Logo, muitas vezes, quem vai terminar junto contigo, é talvez quem menos você espera e quem chegou depois. E quem chegou depois precisa ser agregado, consolidado, ensinado a respeito da visão, objetivos, planos, propósitos de nossa Comunidade. E Exatamente por isso, pergunto:

Que tipo de IGREJA/PESSOA temos sido (passado)? Que tipo de IGREJA/PESSOA somos (presente)? Que tipo de IGREJA/PESSOA queremos ser (futuro)?

Quando definimos ou sabemos o tipo de Igreja ou pessoa que queremos “ser”, isso se torna o parâmetro para eu examinar e jugar a mim mesmo (Veja 2 Coríntios 13:5). Então posso pergunta: Será que estou no caminho?

Entendam que: “A pessoa/igreja que queremos “ser” é a pessoa/Igreja que, antes de tudo, “devemos” ser pela Palavra e vontade de Deus”. Além de tudo, o que queremos e devemos ser é Responsabilidade nossa. Não podemos atribuir aos outros ou as circunstâncias o que queremos e devemos ser! Temos que assumir a responsabilidade e trabalhar para ser!

A bíblia diz:

  • Que a obra do Senhor é como uma Construção (1 Pe 2:4-6)
  • Que a Igreja é como um Edifício que precisa ser edificado (Ef 2:19-22)
  • Que nós somos os Construtores e Cooperadores (1 Co 3:9,10)
  • Nossa própria vida é o tijolo (1 Pe 2:5)
  • Cristo é o fundamento e a pedra mais importante da Construção (1 Co 3:11 | Ef 2:20 | (1 Pe 2:6)

Como crescer???

Relembrando, Executando e Trabalhando de acordo com os nossos objetivos, valores e missão. Veja abaixo os de nossa COMUNIDADE:

  • Viver a vida cristã genuinamente
  • Ser uma Igreja Relevante na sociedade
  • Ser Comunidade não só no nome ou aparência, mas de fato e verdade.
  • Trabalhar duro e juntos
  • Não podemos nada sozinhos
  • Todos somos importantes
  • Todos devemos ser Íntegros e ter Integridade
  • Precisamos de mais transparência e intenção nos relacionamentos
  • Necessitamos de mais confiança
  • Devemos todos cuidar de todos
  • Precisamos amar primeiro para então ser amado
  • Precisamos compreender primeiro para então ser compreendido
  • Precisamos tomar a iniciativa de servir primeiro para então ser servido.

Além disso, vejamos a Declaração de propósito de nossa COMUNIDADE:

Construir uma família unida, que agregue e gere filhos que sejam ensinados: a alinhar o seu caráter ao caráter de Cristo; a amar e honrar a Deus em primeiro lugar e de todo o coração; a se dispor a serviço do Rei Jesus e ao próximo; a enraizarem sua vida e confiança na Palavra de Deus; a fim de que possam cumprir a sua Missão e os propósitos do Pai, nesse mundo.

Acredito que assim construiremos, cresceremos e seremos a Igreja e as pessoas que “queremos e devemos ser”.

 

Graça e Paz!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Conselhos para uma vida verdadeiramente cristã

Se você planejou o ano de 2018 para ser o ano da mudança e para viver de verdade a vida cristã (sugiro fazer isso caso não tenha feito); então, você precisa levar a sério o que Jesus disse nos evangelhos, especialmente e a começar em Mateus 5 ao 7; o famoso “Sermão da Montanha”.

Você deve olhar e ler essas palavras como sendo para você hoje (como de fato é)! Seja sincero consigo mesmo e deixe-se ser confrontado por essas palavras e esses conselhos; do contrário, só estará enganando a si mesmo e perdendo tempo.

Em uma de nossas mensagens anteriores falei que a Presença e a Oração de um verdadeiro cristão fazem a diferença. Mas, como tornar a nossa vida “Relevante”? Como fazer a “Diferença”?

Seguindo o Exemplo de Vida do Mestre e obedecendo seus ensinamentos

a) Jesus viveu e venceu a tentação pela Palavra de Deus. (4:1-11)

b) Jesus era consciente do seu chamado e responsabilidades. (4:12-14)

c) Jesus levava e trazia consigo verdadeira esperança e novas possibilidades às pessoas. (4:14-17)

d) Jesus se preocupava em fazer discípulos, pois ñ podia fazer tudo sozinho, e a obra devia seguir depois dele

e) Jesus fazia o máximo possível para ir, fazer o bem, pregar o evangelho e alcançar os ñ alcançados. (4:23-25)

f) Jesus se preocupava em ensinar os que queriam ouvir. (5:1)

g) Jesus nos ensinou que devemos ser diferentes. Ele disse: “Nós somos o sal… A luz da terra“. Se alguém pode e deve ser diferente, esse alguém é o cristão verdadeiro. Isso de modo algum significa ser maior ou melhor, apenas Diferente para que possamos inspirar as pessoas. Não nos esquecemos que Jesus disse que aquele que “quer ser o maior, seja como o que serve”. (5:13-16)

h) Ele nos ensinou também que devemos fazer diferente. Jesus aborda temas, como: homicídio, adultério, divórcio, juramentos, vingança, amor as pessoas, orgulho, ajuda aos necessitados, forma da oração, jejum, riquezas da terra, preocupações da vida e julgamento ao próximo. Em todas essas questões ele adverte e ensina ao cristão genuíno a agir diferente do mundo, e como deve Proceder. (5:20)

i) Jesus demonstra que o cristão verdadeiro deve ser vigilante, criterioso e cauteloso. (7:15-19). Perceba como os falsos perguntam a Jesus: “Mas Senhor, nós não fizemos isso ou aquilo em seu nome?“. A linguagem dá a entender que eles estão surpresos… É como se quisessem dizer: “Senhor, não estou entendendo… Fizemos tudo que tinha pra fazer… Fizemos tudo o que estava no script“. (7:20-23)

Aqui vai um Alerta: É muito fácil se perder, se iludir, desistir ou querer pegar atalhos ao longo do caminho. Mas, não se esqueçam: Só há um caminho, e esse é apertado, dificil e estreito. Hoje em dia são tantos os caminhos e tantas portas que o mundo nos apresentam que muitos estão e ficarão confundidos. (Mt7:13,14)

Um dos grandes problemas da nossa geração é achar que Milagres, Maravilhas, Profecias, Curas, são frutos. Não são! São apenas sinais, ferramentas para se chegar a uma Finalidade ou Resultado: Levar as pessoas à Jesus, para que conheçam o amor e a graça de Deus, para que tenham suas vidas restauradas e transformadas. Frutos são: “obediência, comprometimento, vida santa, fidelidade, serviço, auxílio, vidas alcançadas, resgatadas e transformadas para Cristo“. (Vejamos o que Jesus diz Mt 25:31)

Que você viva uma Vida Cristã Genuinamente esse ano!

Deus te guie!

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

DESPERTAMENTO DO ESPÍRITO SANTO

Hoje vamos dar continuidade a Série de mensagem de Início de Ano e ao estudo e entendimento sobre o Livro de Joel 1 e 2.

Na mensagem anterior nós falamos sobre o quarto ponto de que o Livro de Joel 1 e 2 trata: “Restauração“. Falamos que restauração é a conseqüência das atitudes e do posicionamento que Deus requer do seu Povo. Falamos também que estando de acordo com o Plano de Deus, nossa vida, presença e oração Intercessória, “são fatores que fazem a diferença na terra“. Por fim, refletimos amplamente sobre nossa Responsabilidade e Dever!

Hoje, quero meditar no quinto e último ponto da abordagem de Joel (Leiamos 2:28-32): “Avivamento do Espírito Santo“. É o Espírito Santo quem nos Desperta para nossas Responsabilidades, nos Capacita e torna Frutífero nosso trabalho no Senhor!!

PREPARAÇÃO – SEMENTES DE AVIVAMENTO

Permita-me primeiramente relembrar que os 5 pontos são uma preparação progressiva em direção aos Resultados e Frutos que Deus espera operar em nós e através de nós. Ou seja, não dá para se viver o quinto ponto ou etapa sem ter passado necessariamente pelas anteriores!

Esses 5 pontos são como o Processo de Cultivo do início ao fim (Salmo 126:5,6).

1º Aramos e preparamos a terra;

2º Plantamos a semente;

3º Regamos e Cuidamos;

4º Cristo nos dá as condições (chuva e sol)

5º Deus dá o crescimento e O Espírito Santo produz em nós e através de nós os Frutos.

PROMESSA DA DESCIDA E AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

1) Joel diz que em decorrência do derramamento do Espírito haveriam: “profecias, sonhos, visões, sinais e prodígios nos céus e na terra” (vs 28-30).

2) Jesus (homem) foi batizado e recebeu o poder, a unção e direção do Espírito Santo (João 1:32, 33). No mesmo evangelho de João, Jesus nos mostra a importância e algumas funções do Espírito Santo: “Consolar/Confortar e Testemunhar (João 15:26); Convencer, Guiar, Ensinar (João 16:7-15).

3) No evangelho de João 20:22, Jesus sopra como um Fôlego de vida o Espírito Santo para seus discípulos, em cujo interior, passa a habitar.

4) Jesus disse em Atos 1:8 a respeito da promessa de Deus e da vinda do Espírito Santo: “Mas, recebereis poder/virtude [capacidade] do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda Judéia e Samaria, e até aos confins da terra“.

5) Pedro explica em Atos 2:14-21 que o que havia ocorrido naquele momento era cumprimento da Profecia de Joel. E na capacidade do Espírito Santo, o apóstolo, testemunha de tudo o que ouviu, viu e viveu a respeito de Cristo. Resultado: Três mil almas foram resgatadas.

6) O mesmo Pedro diz que a Profecia e a Promessa da Presença e dos dons do Espírito Santo diz respeito “… a vós, vossos filhos, e os que estão longe, a todos quantos Deus nosso Senhor chamar“.

O QUE É O DESPERTAMENTO E AVIVAMENTO

De acordo com C. H. Spurgeon (Pregador século 19), em um artigo sobre o tema, diz do avivamento: “[significa] viver de novo; receber novamente uma vida que quase expirou; reacender a chama da centelha vital que quase foi extinta“.

1) De acordo com ele: Não se pode falar de “reviver” alguém que está totalmente morto ou que nunca viveu antes. Portanto, o termo e a realidade do “Avivamento” só podem ser aplicados a uma alma vivente, ou seja, aqueles que têm algum grau de vida. Em outras palavras essa benção é para aqueles que já possuem vida espiritual.

2) Spurgeon, de forma lúcida e assertiva,  chamava a atenção também para a outra face que a necessidade do Avivamento mostrava: Os crentes e as Igrejas em geral “estão apenas quase mortos; fracos, insensíveis e vazios dos poderes espirituais e da Graça“. Por isso precisam de Avivamento.  “Avivamento é a reativação da vitalidade… que fora perdida“!

3) Corretamente, o grande pregador, a despeito da grande procura e sede pelo tema na Igreja da sua época (igual a nossa), via o avivamento com ressalvas e pejorativamente, por assim dizer. Para ele naturalmente a Igreja não deveria precisar de um Despertamento/Avivamento. Em suas palavras, “o avivamento apenas nos leva a condição em que a Igreja e os crentes sempre deveriam ter estado”! (Vivos e Atuantes no Poder do Espírito)

4) Por fim, para Spurgeon, embora o Avivamento se dê apenas dentro da Igreja (corpo de Cristo) e para os crentes, certamente seus efeitos reverberarão e se verão além das fronteiras da Igreja, chegando a impactar positivamente os Não Crentes e a Sociedade ao redor.

Independentemente, já Vivos ou Reavivados, é pela Ação e Unção do Espírito Santo que nossa vida e ministério se torna Relevante e Frutífero para Deus. O fruto final e o fim último de tudo isso é a Transformação e Salvação de nós mesmos e de outras pessoas!

FRUTOS E RESULTADOS DE UM AVIVAMENTO

Lucas relata em Atos (dos Apóstolos ou do Espírito Santo?) e Paulo em todas as suas Epístolas, as coisas que aconteceram no meio da IGREJA Primitiva:

* Comunhão e Unidade

* Preenchimento da atmosfera e clima

* Curas

* Vida, Alegria e Paz

* Direção e Exortação

* Temor em todos

* Evangelização Eficiente

* Discursos, Testemunhos, Pregações na UNÇÃO do Espírito

* Convicção de pecado produzida nos corações, pelo Espírito Santo

* Restauração, Transformação, Conversão de muitas almas

* Maravilhas, Milagres e Sinais

* Libertação e Livramentos

* Restauração do fervor espiritual

* Restauração do hábito da oração e meditação da palavra

* Volta ao primeiro amor

* Aumento da Fome e Sede da presença de Deus

* Maior intimidade com Deus

* Afastamento do pecado

* Sensibilidade espiritual

* Aumento do serviço aos necessitados

* Fruto do Espírito

* Manifestação dos dons espirituais

* Maior fé, obediência a palavra e a Deus

O que é preciso?

Os três primeiros pontos que falamos em Joel 1 e 2. (Reconhecimento, Arrependimento, Quebrantamento, Humildade e Retorno).

 

Publicado em Artigos | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário